Bel_Medula brinca com experimentações no clipe de “Falta Pele”

A artista flerta com experimentações de luzes, cores e formas para explorar percepções

Bel_Medula brinca com experimentações no clipe de “Falta Pele”

Bel_Medula brinca com experimentações no clipe de “Falta Pele”

Tenho Mais Discos Que Amigos
Foto: Elizabeth Tiel Em “Falta Pele”, seu novo clipe, Bel_Medula brinca com experimentações de luzes, cores e formas para explorar percepções. A cantora explica que a faixa surgiu a partir de sua vontade de fazer tatuagens, que considera marcas de uma época, e a consequente falta de pele para expressar todos esses sentimentos. Enquanto fazia a canção, ela percebeu uma lacuna na atuação das mulheres na música e a partir disso notou que seu próprio processo também era uma forma de limitação. Desse modo, focou no uso da tecnologia, já isso também era uma possibilidade. Meu interesse se voltou mais diretamente para a música experimental, onde me parecia um terreno interessante para propôr as quebras de normatividades de expressão e de gênero que são o que mais me interessa Dirigido por Ricardo De Carli, o vídeo traz imagens de recorte de formas que remetem a elementos presentes na letra e e no som. Além disso, também é feita a associação com objetos reais e a filmagem de takes em diferentes paisagens para conceber o conceito da obra. https://www.youtube.com/watch?v=okoNFVHVgTY