Aldir Blanc morre aos 73 anos, vitimado pela COVID-19

Letrista teve em João Bosco seu maior parceiro

Vagalume

Vagalume

Vagalume

Aldir Blanc morreu nesta madrugada (4) aos 73 anos vitimado pela COVID-19. Um dos mais importantes letristas da música brasileira, o carioca nascido em 1946 deixa uma obra volumosa, escrita principalmente ao lado de João Bosco de quem foi o maior colaborador, com quem cultivou uma frutífera parceria a partir do início da década de 1970.

Com Bosco ele foi autor de grandes clássicos da nossa música como "O Mestre Sala Dos Mares", Dois Pra Lá, Dois Pra Cá", "Bijouterias", "De Frente Pro Crime" e "O Bêbado e A Equilibrista", provavelmente a canção mais célebre da dupla, graças à interpretação de Elis Regina, que gravou mais de uma dezena de músicas deles.

Blanc escreveu também com Ivan Lins, Djavan e Guinga e fez a letra de "A Viagem" um dos maiores sucessos do Roupa Nova. Ele também deixa uma vasta obra literária - "Rua dos Artistas e arredores” , "Porta de Tinturaria" e "Uma Caixinha de Surpresas" foram alguns dos livros que escreveu.

Ouça "O Bêbado e A Equilibrista":

Clique para ver no Vagalume

Fonte: Vagalume