Baixa venda de ingressos foi o real motivo para Justin Bieber mudar locais de show, diz revista

Cantor transferiu oito apresentações de estádios para ginásios

Vagalume

Vagalume

Vagalume

A revista Forbes publicou uma matéria dando detalhes sobre o por que de a nova turnê de Justin Bieber ter mudado oito de suas 45 apresentações de locais. Essas performances foram transferidas de estádios para ginásios, ou seja, um espaço fechado, mas para um menor número de pessoas.

Ontem (9), o site TMZ chegou a publicar que o motivo seria uma medida tomada devido ao coronavírus, uma vez que foi anunciado que "circunstâncias imprevistas" causaram as mudanças. Porém, de acordo com a Forbes o real motivo foi outro.

A real causa para shows antes marcados para estádios serem alterados para ginásios foi a baixa procura do público por ingressos. O veículo até diz que a nova turnê de Justin "estava condenada ao fracasso", desde o começo.

A matéria da Forbes cita um outro exemplo, mas de sucesso: o BTS. De acordo com a matéria, o grupo de K-pop anunciou a sua turnê aproximadamente uma semana após o astro canadense e atualmente está com os ingressos praticamente esgotados para as suas 15 apresentações pela América do Norte.

A Forbes indica uma série de "erros de leitura" de Justin e sua equipe ao planejar uma grande turnê em estádios, depois de anos afastado da música. A revista diz que agora o cantor tem dois desafios: O primeiro é vender ingressos, uma vez que ainda estão disponíveis, e o segundo é corrigir a narrativa de que a sua turnê é um fracasso, mesmo que ele tenha sido razoável ao mudar o local de shows para espaços menores.

Os números de sua turnê anterior, Purpose, foram incríveis. Veja os dados abaixo:

"Purpose World Tour"

Faturamento total: US$ 256 milhões
Total de ingressos vendidos: 2,8 milhões
Ocupação total nos shows: 99% dos ingressos disponíveis

Enquanto a última turnê teve início em arenas e não estádios, Justin vivia a transição de jovem estrela adolescente para um dos nomes adultos do pop mais famosos em todo o planeta. A "Purpose World Tour" foi muito elogiada por público e fãs.

O próximo passo, pela lógica, seria fazer uma turnê em estádios, para um público maior e uma produção mais completa. Porém, a Forbes cita uma série de motivos para esta não ter sido a melhor decisão.

A revista cita o cancelamento dos últimos 14 shows da "Purpose World Tour", quando Justin alegou "extremo cansaço" e apresentações finais que fizeram fãs considerarem não comprar ingressos da turnê de "Changes". Além disso, a Forbes cita que mesmo aparecendo nas paradas em diversas colaborações nos últimos anos, o canadense perdeu espaço para novas estrelas do pop e do hip hop, diminuindo assim a sua popularidade.

Outro razão para os shows perderem número de busca foi a recepção para o mais recente disco do cantor, "Changes". Na semana de estreia, foram comercializadas 231 mil unidades, enquanto "Purpose", seu antecessor, chegou a 522 mil unidades.

Para a Forbes apenas algumas exceções têm o poder de lotar estádios independentemente de ter o álbum ou single número 1 nas paradas e seriam elas nomes como BTS e Taylor Swift. Segundo a revista, até artistas mais populares que Justin no momento optam por turnês em arenas e ginásios, como Ariana Grande, Drake e Post Malone.

Fonte: Vagalume