Duffy desabafa e revela ter sido estuprada e mantida em cativeiro

Cantora fez sucesso com "Mercy"

Vagalume

Vagalume

Vagalume

A cantora galesa Duffy fez sucesso no final da primeira década deste século com o álbum "Rockferry" e o single "Mercy", ambos trazendo uma mistura de soul music de pegada clássica com toques contemporâneos que acabaram tendo apelo com um público de diversas nacionalidades e faixas etárias - em resumo, um filão que também foi bem explorado com sucesso artístico e comercial por Adele mais ou menos ao mesmo tempo (as duas lançaram seus discos de estreia nos primeiros meses de 2008).

O caminho das duas se distanciou com a chegada dos seus segundos trabalhos às lojas. Enquanto "21" de Adele explodiu e se tornou um fenômeno, "Endlessly" (2010) de Duffy foi um retumbante fracasso. Desde então, raramente se ouviu falar nela, a não ser como exemplo de carreira mal gerida (seu último lançamento foi o single "Whole Lot Of Love" de 2015, que não entrou na parada britânica e/ou americana).

Pois ontem (25) a artista veio a público, através do Instagram, para se abrir de forma e mostrar que a sua história é bem mais complicada, e assustadora, do que se podia imaginar. Em uma longa postagem, ela revelou que andou sumida por quase dez anos como resultado de um grave trauma: "Eu fui estuprada, drogada e mantida em cativeiro por alguns dias", escreveu sem detalhar quando exatamente os fatos aconteceram, mas deixando claro que agora ela está segura e bem, e por isso decidiu se abrir (veja mais abaixo a íntegra da postagem traduzida).

Duffy ainda escreveu que em breve vai gravar uma entrevista, onde irá responder a perguntas de seus fãs e esclarecer com maior clareza os eventos pelos quais ela passou.

Leia o que a cantora escreveu:

"Vocês podem imaginar a quantidade de vezes em que pensei em escrever isso. Do jeito que eu escreveria, como me sentiria depois. Bem, não sei ao certo por que agora é a hora certa, e o que é emocionante e libertador para mim falar. Eu não posso explicar isso. Muitos de vocês se perguntam o que aconteceu comigo, para onde eu desapareci e por quê. Um jornalista entrou em contato comigo, encontrou uma maneira de me encontrar e contei tudo a ele no verão passado. Ele foi gentil e me senti tão incrível por finalmente falar. A verdade é que, por favor, confie em mim, estou bem e segura agora, fui estuprada, drogada e mantida em cativeiro por alguns dias. Claro que eu sobrevivi. A recuperação levou tempo. Não há uma maneira clara de dizer isso. Mas posso lhes dizer, na última década, os milhares e milhares de dias em que me comprometi a querer sentir o sol novamente em meu coração, o sol agora brilha. Vocês querem saber por que não escolhi usar minha voz para expressar minha dor? Eu não queria mostrar ao mundo a tristeza nos meus olhos. Eu me perguntei, como posso cantar com o coração se ele estiver quebrado? E lentamente ele foi sarando. Nas próximas semanas irei postar uma entrevista falada. Se vocês tiverem alguma pergunta, eu gostaria de respondê-las, nessa entrevista, se puder. Eu tenho um amor sagrado e sincero apreço por sua bondade ao longo dos anos. Vocês foram amigos Quero agradecer por isso:
Duffy

Por favor, me respeitem. Este é um movimento delicado que estou fazendo, para mim, e não quero que minha família sofra qualquer intrusão. Por favor, ajudem-me a tornar esta uma experiência positiva."

Ouça "Mercy"

Clique para ver no Vagalume

Fonte: Vagalume