Vagalume Joey Jordison, ex-baterista do Slipknot, morre aos 46 anos

Joey Jordison, ex-baterista do Slipknot, morre aos 46 anos

Notícia foi divulgada em um comunicado pela família do músico, nesta terça-feira (27)

Vagalume
Vagalume

Vagalume

Vagalume

Joey Jordison, ex-baterista e um dos fundadores do Slipknot, morreu nesta segunda-feira (26), aos 46 anos. A notícia foi divulgada hoje (27) pela família do músico, através de um comunicado, sem informar a causa da morte.

"Estamos de coração partido de compartilhar a notícia que Joey Jordison, baterista prolífico, músico e artista, faleceu de forma pacífica enquanto dormia, no dia 26 de julho de 2021. Ele tinha 46 anos", diz o comunicado.

"Sua morte nos deixou com o coração vazio e com um sentimento de tristeza indescritível. Aqueles que o conheceram, compreenderam sua sagacidade, sua personalidade gentil, coração gigante e amor por todas as coisas familiares e musicais. A família de Joey pediu que amigos, fãs e mídia respeitem nossa necessidade de privacidade e paz neste momento incrivelmente difícil. A família fará um velório privado e pede à mídia e ao público que respeitem seus desejos".

Jordison, que formou o Slipknot em 1995, ao lado do percussionista Shawn Crahan (Clown) e do baixista Paul Gray (morto em 2010), pegou os fãs de surpresa quando a banda anunciou sua saída em 2013.

No ano seguinte, o baterista afirmou que não foi sua decisão deixar o grupo em uma nota no Facebook. "Essa banda tem sido a minha vida pelos últimos 18 anos, e eu nunca a abandonaria, nem a meus fãs. Essa notícia me chocou e me surpreendeu tanto quanto a vocês. Há muita coisa que eu gostaria de dizer, mas devo ficar em silêncio nesse momento".

Já em 2016, o músico deu uma entrevista a Metal Hammer e revelou que foi demitido através de um e-mail, além de ter dito que seus companheiros de banda teriam confundido seus problemas médicos, causados por uma doença chamada "mielite transversa", com problemas de abuso de substâncias químicas. "Ao final de minha carreira no Slipknot eu fiquei muito, mas muito mal por causa de uma doença horrível", disse ele. "Eu perdi minhas pernas, não conseguia mais tocar. É uma forma de esclerose múltipla que eu não desejaria nem ao meu pior inimigo".

“Eles ficaram confusos com os meus problemas de saúde e obviamente nem eu sabia o que era no início. Eles pensaram que eu estava fod*** com as drogas, o que não era verdade", continuou. “Já passei por tantas coisas com esses caras e os amo muito. O que machuca, é que a maneira como aconteceu [a demissão] não estava certa".

Fonte: Vagalume

Últimas