Luísa Sonza desabafa contra ataques na internet: "Viver assim é uma m*rda"

Cantora falou sobre as críticas e os boatos em publicações no Twitter, nesta segunda-feira (13)

Vagalume

Vagalume

Vagalume

Luísa Sonza usou suas redes sociais, nesta segunda-feira (13), para desabafar contra alguns ataques que vem recebendo de internautas. A cantora foi bastante criticada por alguns usuários das redes sociais após o fim do seu casamento com Whindersson Nunes, que postaram comentários ofensivos para artista afirmando que ela havia "usado" o humorista para conseguir fama.

Alguns internautas ainda chegaram a dizer que Luísa havia traído Whindersson com Vitão, por conta do lançamento do clipe "Flores".

"Minha vida se resume em: fazer tudo sempre certinho, mas, sem motivo nenhum, sem nenhuma evidência, ser maltratada e machucada como se tivesse errado, como se seu caráter, sua palavras e seus atos valessem menos do que qualquer coisa que alguém decida inventar ou deduzir da própria cabeça", escreveu a artista em seu Twitter.

"Viver assim é uma m*rda. Mas ninguém nunca ligou, né? E tudo bem, me viro sozinha. Mas independente de qualquer coisa, ter a consciência tranquila é o que importa e, cara, isso eu tenho de sobra", acrescentou.

Clique para ver no Vagalume

Clique para ver no Vagalume

Clique para ver no Vagalume

Luísa Sonza e Whindersson Nunes anunciaram a separação no final de abril. O casal usou suas redes sociais para comunicar a decisão aos fãs e destacou a amizade entre os dois." A gente teve uma vida linda como casal e arriscamos dizer que quase perfeita, tão perfeita a ponto de entendermos que existe um momento que é preciso parar pra não estragar o que foi realmente tão lindo", postaram

"Pensamos bastante na nossa decisão e decidimos terminar nosso casamento pra poder continuar tendo um relacionamento saudável, com parceria, amizade, respeito, admiração e muito amor. A gente aprendeu muito, se ajudou muito e agora precisamos seguir nossos caminhos sozinhos. Não precisam tentar procurar um motivo maior, pois não existe".

Fonte: Vagalume