Vagalume Matheus e Kauan alegam contrato para presença VIP e não para fazer show em festa clandestina

Matheus e Kauan alegam contrato para presença VIP e não para fazer show em festa clandestina

Aniversário da cantora Lucyana Villar teve venda de ingressos e foi interrompida pela polícia

Vagalume
Vagalume

Vagalume

Vagalume

A dupla Matheus e Kauan negou, através de sua assessoria, que tenham participado, conscientemente, de um show em uma festa clandestina que acabou encerrada pela polícia na madrugada de sábado para domingo (11).

Segundo o comunicado, os dois haviam sido contratados para "realizar uma presença VIP no aniversário de Lucyana Villar, no dia 10 de julho de 2021 em uma pequena confraternização para familiares e amigos."

O contratante havia garantido o cumprimento de todos os protocolos de segurança e que não haveria venda de ingressos. Conforme se verificou depois, o evento reuniu mais de 500 pessoas no escritório de advocacia, Adib Abdouni Advogados, no bairro Jardim América em São Paulo, com pessoas que pagaram R$ 1600 para entrar no local.

Ainda segundo a assessoria da dupla, a parte contratante não respeitou tanto a cláusula que proibia a venda de ingressos quanto a que limitava o número de presentes no local.

O comunicado termina dizendo que Matheus e Kauan jamais participariam de uma festa clandestina e que medidas jurídicas serão tomadas em relação ao descumprimento do contrato.

Fonte: Vagalume

Últimas