Vagalume Modelo acusa cantor Robin Thicke de assédio durante as gravações do clipe "Blurred Lines"

Modelo acusa cantor Robin Thicke de assédio durante as gravações do clipe "Blurred Lines"

Emily Ratajkwoski afirma que o artista apalpou seus seios sem permissão

Vagalume
Vagalume

Vagalume

Vagalume

A modelo Emily Ratajkwoski acusou o cantor Robin Thicke de assério durante as gravações do clipe do sucesso, "Blurred Lines (Feat. Pharrell Williams, T.I.)". Segundo a também atriz norte americana, o artista a tocou nos seios, sem o seu consentimento, enquanto o vídeo era produzido.

Ela contou sobre o caso, pela primeira vez, em sua biografia, "My Body" ("Meu Corpo", em português). "De repente, do nada, senti a frieza e a estranheza das mãos de um estranho envolvendo meus seios nus por trás. Eu instintivamente me movi longe, olhando de volta para Robin Thicke", relatou.

Emily explica que topou gravar nua por confiar na diretora, Diana Martel. Mas, tudo saiu fora do planejado quando o cantor apareceu no set bêbado.

"Ele deu um sorriso bobo e cambaleou para trás, com os olhos escondidos atrás dos óculos escuros", relembrou a modelo. A diretora então perguntou se ela estava bem e decidiu encerrar as gravações, na ocasião.

Diana Martel confirmou a história de Emily. "Lembro do momento em que ele agarrou os seios dela. Um em cada mão. Ele estava de pé atrás dela enquanto os dois estavam de perfil. Eu gritei com minha voz agressiva do Brooklyn: 'O que diabos você está fazendo, é isso! A sessão acabou!".

Na biografia, a modelo diz que gostaria de ter tido outra reação. "Empurrei meu queixo para a frente e encolhi os ombros, evitando contato visual, sentindo o calor da humilhação bombear meu corpo. Eu não reagi - não realmente, não como eu deveria".

O cantor Robin Thicke e sua equipe ainda não comentaram sobre o caso.

Clique para ver no Vagalume

Fonte: Vagalume

Últimas