Profissionais que trabalham com música no Brasil receberão direitos autorais com antecedência

22 mil pessoas deverão ser beneficiadas

Vagalume

Vagalume

Vagalume

Cerca de 22 mil profissionais que trabalham como compositores, músicos e/ou artistas irão receber com antecedência os seus diretos autorais graças a uma medida tomada pela gestão coletiva da música no Brasil.

A decisão visa auxiliar economicamente todos aqueles que viram seus rendimentos caírem devido aos cancelamentos de shows e demais atividades ligadas ao ramo da música, em decorrência da pandemia do coronavírus. A gestão coletiva é formada pelas associações Abramus, Amar, Assim, Sbacem, Sicam, Socinpro, UBC e o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição)

Segundo o release divulgado, neste primeiro momento, o plano consiste em um adiantamento extraordinário de um montante de R$ 14 milhões em direitos autorais. Serão beneficiados todos os titulares nacionais (pessoa física) filiados que tiveram um rendimento médio anual entre R$ 500,00 e R$ 36.000,00 nos últimos três anos (2017, 2018 e 2019).

Os valores serão de um acréscimo de R$ 200,00 nas próximas três parcelas para quem teve rendimento médio anual entre R$ 500,00 e R$ 12 mil e de três parcelas de R$ 300,00 para quem recebeu acima disso. Esses valores serão posteriormente descontados quando o país deixar o estado de calamidade pública.

Profissionais que queiram saber se serão contemplados com a medida devem conferir suas médias de rendimentos anuais e procurar suas respectivas associações no caso de qualquer dúvida.

Fonte: Vagalume