Vagalume Zara Larsson critica China em entrevista e é banida no país

Zara Larsson critica China em entrevista e é banida no país

Cantora falou sobre o fim de seu contrato com a chinesa Huawei e deu sua opinião sobre o governo do país asiático

Vagalume
Vagalume

Vagalume

Vagalume

Zara Larsson deu uma recente entrevista e falou sobre a decisão de encerrar seu contrato com a chinesa Huawei por não querer estar associada às políticas da China. A cantora sueca, que era garota propaganda da empresa, falou sobre o assunto à emissora TV4, e a conversa acabou repercutindo mal no país asiático.

A polêmica se deu porque Zara não poupou críticas à China, referindo-se também às recentes acusações de espionagem e de um suposto vínculo da Huawei com o governo chinês. "Se eu olhar agora para trás, de uma perspectiva profissional e também pessoal, não foi o negócio mais inteligente que fiz em minha carreira. Não é algo que eu defenda. Mesmo que a Huawei acredite que eles não têm nenhuma conexão com isso, é difícil provar ou refutar."

"Conhecemos o estado chinês, não é um bom estado. Eu não quero apoiar o que eles fazem. Mas é difícil não fazer isso quando fechei este negócio. Encerrei a parceria", acrescentou.

Em resposta, a empresa negou o suposto vínculo com o governo ao jornal Global Times. "A Huawei é uma empresa global privada totalmente controlada pelos seus próprios funcionários e nenhum oficial ou outra organização pode ser proprietária", diz o comunicado.

De acordo com a imprensa internacional, por conta da entrevista, Zara acabou banida no país. As músicas da cantora foram retiradas da Apple Music e de outros serviços de streaming.

Fonte: Vagalume

Últimas