Pop Cinco anos após Acordo de Paris, mundo ainda evita ações climáticas, diz Greta

Cinco anos após Acordo de Paris, mundo ainda evita ações climáticas, diz Greta

CLIMA-THUNBERG-NEGACAO:Cinco anos após Acordo de Paris, mundo ainda evita ações climáticas, diz Greta

Reuters - Entretenimento

ESTOCOLMO (Reuters) - Cinco anos após o Acordo de Paris contra a mudança climática, o mundo continua em estado de negação quanto às ações necessárias para impedir um aquecimento catastrófico, disse a ativista climática sueca Greta Thunberg nesta sexta-feira.

O acordo foi adotado por 196 países em 12 de dezembro de 2015, mas até agora os líderes globais não cumpriram as promessas do pacto, disse ela em um vídeo no qual fez um apelo aos seus 10,5 milhões de seguidores de Instagram pedindo que cada um #LutePor1ponto5.

Trata-se de uma referência à ambição estipulada pelo acordo de manter o aumento das temperaturas globais médias em 1,5 grau Celsius acima dos níveis pré-industriais.

O vídeo mostrou imagens de políticos e burocratas se abraçando e comemorando quando o Acordo de Paris foi assinado.

Mas os cinco anos subsequentes foram os mais quentes já registrados, disse Thunberg no vídeo, que misturou sua fala contida à câmera com imagens distópicas de incêndios e inundações.

Os compromissos assumidos até agora para diminuir as emissões de gases de efeito estufa colocam o mundo a caminho de um aquecimento de 3 graus Celsius ou mais neste século, e países planejam produzir o dobro da quantidade de combustíveis fósseis necessária para atingir a meta de 1,5 grau Celsius só na próxima década, alertaram a Organização das Nações Unidas (ONU) e grupos de pesquisa na semana passada.

"Metas hipotéticas estão sendo estabelecidas e grandes discursos estão sendo feitos, mas quando se trata da ação imediata que necessitamos, ainda estamos em um estado de negação completa", disse Greta.

Ela encerrou o vídeo desta sexta-feira em tom otimista, dizendo que a solução está em conscientizar as pessoas da extensão da crise climática, e não só os formuladores de políticas.

(Por Colm Fulton)

Últimas