Pop Filme chama atenção para fábricas clandestinas no México em festival de Veneza

Filme chama atenção para fábricas clandestinas no México em festival de Veneza

FILME-FESTIVAL-VENEZA-MEXICO:Filme chama atenção para fábricas clandestinas no México em festival de Veneza

Reuters - Entretenimento

Por Silvia Aloisi e Hanna Rantala

VENEZA (Reuters) - "The Box", um filme mexicano que compete pelo principal prêmio do Festival de Cinema de Veneza, leva os espectadores para dentro das fábricas têxteis clandestinas, jogando luz sobre a exploração do trabalho através dos olhos de seu protagonista, um menino adolescente. 

O filme, do diretor venezuelano Lorenzo Vigas, gira em torno do jovem Hatzin, que sai para recolher os restos mortais de seu pai, uma de inúmeras pessoas que desapareceram de repente no norte do México e foi encontrado em uma cova coletiva.

Voltando para casa, Hatzin encontra Mario, um homem que parece seu pai e que, de maneira relutante, passa a levar o menino consigo.

Hatzin parece conseguir um senso de pertencimento, e então descobre que Mario ganha a vida contratando pessoas desesperadas para trabalhar em fábricas de tecidos no meio de uma paisagem desértica.

"Estamos em guerra contra a China", diz um dos sócios de Mario a um dos trabalhadores na beira da estrada. "O problema é que as meninas chinesas têm mãos pequenas e são muito rápidas". 

"The Box" é o último filme da trilogia do venezuelano Lorenzo Vigas sobre relações conturbadas entre pais e filhos. Seu filme anterior "From Afar" levou o principal prêmio de Veneza em 2015.

Últimas