Música Marlon Brando acreditava que Michael Jackson era pedófilo

Marlon Brando acreditava que Michael Jackson era pedófilo

Em depoimentos do ator à Justiça revelados só agora, o amigo do músico lamentou a conclusão, mas confirmou à Justiça que confiava nessa tese

Marlon Brando acreditava que Michael Jackson fosse pedófilo

Marlon Brando acreditava na culpa de Michael Jackson

Marlon Brando acreditava na culpa de Michael Jackson

Reprodução

Marlon Brando era um grande amigo de Michael Jackson, mas durante as investigações sobre o envolvimento do músico em casos de pedofilia, em 1994, o ator deu depoimentos reforçando a tese de que ele teria mesmo abusado sexualmente de crianças.

Revelados pelo podcast Telephone Stories, as falas do ator para a procuradoria de Los Angeles estavam em sigilo desde então.

Brando contou sobre a conversa que teve com o Rei do Pop a respeito de sexualidade e suspeitas de pedofilia. O ator confirmou que Michael chegou a chorar quando foi confrontado pelo ator sobre o tema, explicando que odiava seu pai, Joe Jackson.

“Com essa atitude, acho razoável concluir que ele pode ter feito alguma coisa com as crianças. Minha impressão foi de que ele não quis responder porque ficou com medo de me responder", explicou Brando no depoimento de 1994.

O ator disse que também perguntou se Michael Jackson era virgem. "Ele riu e me chamou de Brando. Ele disse ‘ah, Brando’. Eu falei ‘bem, como você faz sexo?’ e ele ficou constrangido", revelou o artista.

O ator ainda revelou que Michael não costumava ter amigos da mesma faixa de idade. "Ele disse ‘eu não conheço ninguém da minha idade’, eu perguntei 'por que não?' e ele disse 'eu não sei'”, contou segundo informações do Page Six.

Marlon Brando e Michael Jackson permaneceram amigos até a morte do ator, no ano de 2004. Já o astro pop morreu cinco anos depois, em 25 de junho de 2009.