Entretenimento Por covid-19, Disney World deixa de pagar salário de 43 mil funcionários

Por covid-19, Disney World deixa de pagar salário de 43 mil funcionários

Funcionários dos parques de Orlando, na Flórida, pararão de receber a partir de 19 de abril, mas empresa manterá benefícios por um ano

  • Entretenimento | Da EFE, com R7

Parques da Disney estão fechados durante a pandemia de coronavírus

Parques da Disney estão fechados durante a pandemia de coronavírus

Reprodução/YouTube/@TheDailyWoo

A Disney World em Orlando (Flórida, EUA) deixará de pagar cerca de 43 mil trabalhadores sindicalizados em 19 de abril devido à crise do coronavírus, embora mantenha seus benefícios de saúde e outros por um ano, de acordo com um acordo alcançado com a organização sindical que os representa.

Acordos semelhantes foram anunciados nos últimos dias com outros grupos de trabalhadores da Disney World, que, antes de fechar seus parques, locais de entretenimento e hotéis em meados de março devido à crise da saúde, empregava 77.000 pessoas.

Até o momento, os trabalhadores estão recebendo seus salários, mas deixarão de recebê-los no dia 19, já que a empresa não sabe quando poderá retomar suas atividades.

Suspensão temporária de contrato

Segundo o jornal Orlando Sentinel, os 43 mil representados pelo sindicato STCU são o maior grupo de trabalhadores a entrar em suspensão temporária de contratos em toda a Flórida Central.

O STCU informou, no sábado (11), que o acordo alcançado obriga a empresa a continuar fornecendo benefícios de saúde gratuitos por um ano para os funcionários que tiverem pagamentos suspensos. O programa chamado Disney Aspire, que lhes oferece educação gratuita, também será mantido.

Apenas cerca de 200 trabalhadores membros da STCU que desempenham funções consideradas essenciais manterão seus contratos de trabalho ativos, conforme relatado pela STCU, uma coalizão de seis organizações sindicais.

Segundo o jornal, a Disney anunciou que aplicará a suspensão temporária a executivos, funcionários e funcionários que não são sindicalizados, cujas posições não são essenciais.

O Universal e o SeaWorld também anunciaram medidas semelhantes.

Em 12 de março, a empresa da Disney anunciou que iria fechar completamente seus parques temáticos na Califórnia, Flórida e França durante o mês de março devido à crescente preocupação com a pandemia de coronavírus.

"Com muita cautela e no melhor interesse de nossos hóspedes e funcionários, estamos prosseguindo com o fechamento de nossos parques temáticos no Walt Disney World Resort na Flórida e no Disneyland Paris Resort", disse a empresa em comunicado.

EM FOTOS: YouTubers entram na Disney e mostram parque totalmente vazio

Últimas