Domingueira Pharrel Williams cancela festival, em protesto contra prefeitura

Pharrel Williams cancela festival, em protesto contra prefeitura

Falta de empenho na investigação sobre morte de primo do cantor, por um policial local, seria o motivo da suspensão do festival

Cantor, compositor e produtor musical, Pharrell Williams

Cantor, compositor e produtor musical, Pharrell Williams

Divulgação

O cantor, compositor e multiprodutor musical Pharrell Williams anunciou que o festival "Something in the water", que ele  criou e promove anualmente na cidade de Virgínia Beach, nos Estados Unidos, não vai acontecer em 2022. E talvez não volte mais a ocorrer. Ele disse que a cidade está dominada por uma "energia tóxica".

Depois que Pharrell anunciou a suspensão do festival no ano que vem, o administrador municipal de Virgínia Beach, Patrick Duhaney, enviou uma carta ao cantor, em que ele fala que o festival tem um grande impacto para a cidade, atraindo atenção nacional e internacional e transmitindo mensagens de positividade e união.

Duhaney, que é um administrador contratado pela municipalidade, também destaca na carta o impacto econômico estimado em 24 milhões de dólares, que o festival traz para Virginia Beach e seu entorno. Já o espaço obtido pela cidade na mídia tem um valor calculado em 41 milhões de dólares. Ele pedia, na carta, que os organizadores do festival se reunissem com a administração municipal para discutir a decisão.

Pharrell respondeu a Duhaney com outra carta, datada de ontem(05). Nela, ele afirma que criou o festival para reduzir as tensões raciais, unificar a região e trazer oportunidades de desenvolvimento econômico que ampliassem o horizonte da comunidade local de negócios.

Na carta, Pharrell acrescentou que "deseja que a mesma energia que sentiu da liderança de Virgínia Beach depois de ter perdido o festival tivesse sido canalizada de maneira semelhante depois que um parente dele perdeu a vida".

O cantor se refere a Donovon Lynch, de 25 anos, que foi morto a tiros por um policial local, em 26 de março passado, em circustâncias não esclarecidas. O policial que atirou no rapaz não estava com sua câmera corporal ligada no momento do tiro. A polícia afirmou que Lynch exibiu uma arma aos policiais, momentos antes de ser baleado. A família do rapaz nega.

Praia de Virginia Beach, Virginia, Estados Unidos

Praia de Virginia Beach, Virginia, Estados Unidos

Divulgação

Últimas