“A Escrava Isaura” terá um inédito “quem matou Leôncio?” no seu final

Leopoldo Pacheco e Bianca Rinaldi em cena de "A Escrava Isaura"

Leopoldo Pacheco e Bianca Rinaldi em cena de "A Escrava Isaura"

Reprodução/Record TV

A reprise de “A Escrava Isaura” tem levado a Record a marcar médias de 8 até 9 pontos, todas as tardes, alcançando o segundo lugar em uma grande maioria de praças, como Rio e São Paulo, mas até mesmo a liderança em Goiânia, Salvador e Belo Horizonte.

Agora, para o final, duas novidades acabam de ser planejadas. E decididas.

A primeira é que, para o mesmo dia 18, imediatamente após a exibição do seu último capítulo, foi programada a estreia de “Escrava Mãe”.

A outra é que “Isaura” terá um final diferente, com direito a um “quem matou Leôncio?”, personagem do Leopoldo Pacheco, inédito, escolhido entre as diferentes versões gravadas no ano de 2004, quando a novela foi levada ao ar pela primeira vez. 

“A Escrava Isaura” foi escrita por Tiago Santiago, com a colaboração de Anamaria Nunes e Altenir Silva, baseada no romance de Bernardo Guimarães, e direção de Herval Rossano, Emílio di Biasi e Flávio Colatrello.