Flavio Ricco Jovem vê mais TV que todas as plataformas de streaming somadas

Jovem vê mais TV que todas as plataformas de streaming somadas

Antonio Wanderley, CEO do Kantar/Ibope, falou com a coluna

Antonio Wanderley, CEO do Kantar/Ibope, falou com a coluna

Arquivo pessoal

Na exibição de “A Fazenda”, no final do ano passado, como agora com o “Big Brother”, uma vez mais se constata a força da TV aberta e como ela consegue mexer com os mais diferentes públicos. Estouros em audiência e inserções nas mídias sociais.

Pesquisas recentes, por sinal, indicam que os jovens estão assistindo mais TV e em número bem superior que todas as plataformas de streaming somadas.

Antonio Wanderley, CEO do Kantar/Ibope, em conversa com a coluna, diz que “a pandemia levou as pessoas para dentro de casa e a mudança brusca na rotina se refletiu nos hábitos do consumo de mídia. Quando se pensa em informação, mesmo para o consumidor multiplataforma – incluindo jovens de 18-34 anos, a credibilidade da fonte é primordial. E os meios Jornal, Rádio, principais portais e a TV são considerados os mais confiáveis”.

O crescimento na audiência durante a pandemia foi dos mais significativos. O número de TVs ligadas em abril do ano passado, segundo Antonio, foi o maior dos últimos cinco anos na América Latina.

A TV aberta, diante de tais dados e números, para a maior parte do público seguirá como uma realidade incontestável, não só aqui no Brasil, mas no mundo inteiro.

Única opção de lazer verdadeiramente gratuita.

Sobrevivência 

Ainda segundo Antonio Wanderley, do Kantar/Ibope, o próprio streaming, para a sua sobrevivência, terá que se adaptar às parcerias ou ao combo, combinações. Por exemplo, Globoplay com a Disney, anunciado no final do ano passado.

A realidade econômica não suporta tantas cobranças isoladas.

Outro dado

Importante constatar também que mais de 90% dos 363 milhões de tweets, com conteúdos de vídeos em 2020, foram de programas da TV aberta, em especial realities shows, séries e novelas.

Dados do Kantar Social TV Ratings, da Kantar Ibope Media, que analisou a repercussão nas redes sociais.

Nova ordem

O remake de “Amor Com Amor Se Paga”, um trabalho de Alcides Nogueira, volta a ocupar lugar na fila das 18h da Globo.

Se tudo correr como se espera, exibição em 2022.

Primeiras cenas

Na próxima segunda-feira, Michelle Batista e Thais Melchior iniciam seus trabalhos nas gravações de “Gênesis”, produção bíblica da Record.

Entram na fase de Jacó, como Lia e Raquel, respectivamente. 

Roberto Bomfim será Teruel em "Gênesis"

Roberto Bomfim será Teruel em "Gênesis"

Reprodução

E vem mais

Roberto Bomfim (Teruel), Virgínia Cavendish (Nadja), Karina Barum (Chaya) e Martha Mellinger (Rebeca) serão as novidades de “Gênesis” em seus próximos capítulos.

Bomfim, pela primeira vez fora da Globo, depois de muitos anos. E a Barum, sempre lembrada pelo papel de Shirley ‘manca’ em “Torre de Babel”.

Lá fora 

“Gênesis” venceu a última semana de “A Dona do Pedaço” em Moçambique, exibida pela STV, com mais que o dobro de audiência: 10 a 4, entre 1º e 5 de fevereiro.

Agora, a produção bíblica concorre com “Bom Sucesso”.

Faustão

No “Domingão”, o quadro “Ding Dong” ficará em exibição até fim de março.

Já o “Dança dos Famosos”, em edição especial de despedida do programa, volta em maio.

Butantan

O Instituto Butantan, tão comentado na mídia nos últimos tempos, por causa da vacina contra a Covid-19, vai completar 120 anos no próximo dia 23.

Em comemoração, está em curso na TV Cultura a produção de um documentário sobre sua história. E que história.  

Luz amarela

O Rio, terça-feira, teve o maior número de casos de Covid em um dia.

Foram mais 8385 registros, segundo a Secretaria Estadual de Saúde. Esse dado, preocupante, repercutiu nos interiores da Record e da Globo, que sempre se cercam de muitos cuidados, principalmente nas gravações das suas novelas.

Cássia Kis em "Desalma"

Cássia Kis em "Desalma"

Divulgação

Nova temporada

Por enquanto, as gravações da segunda temporada da série “Desalma”, produção da Globoplay com Cássia Kis, estão limitadas aos estúdios do Rio de Janeiro.

As equipes do programa observam os cenários de pandemia, antes de fechar externas em outros estados. 

Nem pensar

Questionado ontem em uma live sobre o “Fábrica de casamentos”, programa do SBT, o cabeleireiro Robson Jassa, um dos colaboradores, afirmou que “só [volta] no ano que vem”.

O formato envolve a participação de várias pessoas, algo inviável nesse momento de pandemia.

Bate – Rebate

• A Fórmula 1, na Band e no mundo inteiro, terá uma outra identidade visual a partir desta próxima temporada...

• ... E também uma nova trilha.

• Mesmo tornando-se possível a volta de Silvio Santos às gravações no SBT, a realização do Troféu Imprensa não será confirmada...

• ... Nem todas as pessoas, de diferentes faixas etárias, estarão vacinadas.

• As gravações da nova temporada de “Cine Holliúdy” começam na semana que vem, mas só nos estúdios da Globo...

• ... Existe o desejo de fazer alguma coisa no Ceará, mas ainda não está confirmado.

• Luciana Gimenez tirou mais algumas semanas de férias na Rede TV!.

• Daniel Ortiz, autor de “Salve-se Quem Puder”, mesmo em férias, revela que já está começando a pensar numa nova novela.

• O cantor Ferrugem apresenta seu novo álbum, “Abre Alas”, no “Música na Band” desta sexta-feira, às 22h45...

• ... A partir de um clássico de Ivan Lins, lançado em 1974, o sambista construiu o disco que conta com 13 faixas inéditas, entre elas, “Tristinha”, “Casa do Amor”, “Pra Não Doer” e “Tão Ausente”.

Últimas