Após propaganda com goleiro Bruno, canil é alvo de ataques 

Esportista condenado pelo assassinato de Eliza Samúdio causou indignação ao surgir como garoto-propaganda de um canil , que virou alvo da internet

Goleiro Bruno postou foto com dois cães entre os braços

Goleiro Bruno postou foto com dois cães entre os braços

Reprodução

Juro que achei que era fake news, mas não era.

O goleiro Bruno Fernandes, condenado pelo assassinato de Eliza Samúdio, causou indignação em internautas nesta quarta-feira (24) ao aparecer fazendo propaganda de um canil nas redes sociais. Nas publicações feitas em sua conta do Instagram, o jogador posa em meio a cães da raça American Bully e agradece o canil. A própria empresa compartilhou diversas fotos de Bruno no lugar.

O que mais choca é que quando surgiram as primeiras notícias sobre onde estaria o corpo de Eliza, diziam que cachorros da raça Rottweiler teriam comido.

Vários internautas, e famosos questionaram a propaganda e mostraram indignação. Entre eles, Glória Perez e Luisa Mel. Após a publicação da propaganda, o canil passou a ser alvo de ataques nas redes sociais e acabou 'suspendendo' a campanha com o goleiro e deixando as redes sociais 'fechadas'.

Atualmente cumprindo pena no regime semiaberto, Bruno mora em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, com a esposa Ingrid Calheiros.

"Tive o grande prazer de conhecer um canil incrível da raça do meu filho Booba. American Bully..", escreveu na postagem, agradecendo ainda ao estabelecimento "pela receptividade".

Bruno também parabenizou o canil "pelos lindos animais" que estão no local. Por fim, disse que o encontro foi "muito produtivo".

A Justiça de Minas Gerais autorizou o goleiro a se mudar para Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio, no final de março. A defesa de Bruno tinha feito o pedido à Vara de Execuções Penais da cidade mineira de Varginhas, onde ele continuava a cumprir a pena pelo crime em regime domiliciar.

Bruno está solto desde o ano passado, após ganhar o direito de cumprir o restante da pela morte de Eliza, em 2010, no regime semiaberto. Atualmente ele vive com sua mulher, Ingrid Calheiros.

Ao permitir que fosse para o Rio, o juiz Tarcísio Moreira de Souza determinou que ele cumprisse algumas condições, como comprovar que estava trabalhando. Morando em Arraial do Cabo, Bruno terá que continuar cumprindo as condições impostas, mas é a Vara de Execuções Penais do Rio que ficará responsável pelo processo de cumprimento da pena pelo goleiro.

Bruno foi condenado a uma pena de 20 anos e 9 meses pela morte de Eliza e pelo sequestro e cárcere privado de Bruninho, filho dos dois.