Keila Jimenez Sem futebol, Globo perde mais de R$ 30 milhões do Canal Premiere

Sem futebol, Globo perde mais de R$ 30 milhões do Canal Premiere

Serviço de pay per view  de campeonatos de futebol perdeu mais de 360 mil assinaturas desde a suspensão dos jogos por conta do coronavírus

  • Keila Jimenez | Do R7

Campeonato Brasileiro em 2019

Campeonato Brasileiro em 2019

Lance! Galerias

A pandemia vem fazendo estragos no mundo do futebol. 

A suspensão dos campeonatos devido ao coronavírus afugentou os assinantes do serviço pay per view de esporte do grupo Globo, o canal Premiere. O serviço teria perdido cerca de 20% de sua base de assinantes, sofrendo mais de 360 mil cancelamentos desde então. 

O número representa uma perda de mais de R$ 30 milhões. A estimativa da coluna 'De Primeira' é que o prejuízo já está entre R$ 28 milhões e R$ 40 milhões.

Os cancelamentos aumentaram desde que o Procon estabeleceu que o assinante não deve ter prejuízo financeiro ao cancelar o serviço uma vez os jogos foram suspensos. Os clubes estão sendo prejudicados uma vez que recebem parte da verba dessas assinaturas.

Executivos do Premiere já contavam com a queda no número de assinantes, mas acreditam em uma retomada rápida no segundo semestre, assim que os campeonatos voltarem. A aposta é que a ausência de futebol inédito na TV fará o torcedor correr atrás do 'tempo perdido'.

Os canais esportivos também estão sofrendo muito com a pandemia.

 Sem futebol nem outros eventos, a audiência dos canais do setor desabaram na TV por assinatura no Brasil.  Sem partidas inéditas, os canais esportivos viraram festivais de jogos antigos, com mesas de debate via live.

Passaram das primeiras posições no ranking de audiência de TV paga no país para posições abaixo do número 30 entre os canais pagos.

Últimas