Estátua de Senna em SP é um horror e pode causar acidentes de carro

Piloto brasileiro morto em 1994 merece a homenagem, mas que tal fazer uma que seja pelo menos bonita? Fica a ideia

Vamos combinar, Senna merecia homenagem melhorzinha

Vamos combinar, Senna merecia homenagem melhorzinha

Govesp

Há alguns dias inauguraram, em São Paulo, uma estátua em homenagem a Ayrton Senna e, falando francamente, o ídolo da Fórmula 1 merecia coisa melhor. A tal da estátua tem 4 metros de altura, pesa 350 kg e fica no Parque Ecológico do Tietê, na rodovia Ayrton Senna.

Bom, realmente está tudo errado. Já começa com o fato de a estátua estar na rodovia Ayrton Senna, o que soa como uma daquelas piadas de tiozão, tipo a do pavê. Depois que a “obra” parece qualquer coisa, menos Senna. Lembra o Power Ranger vermelho e também nos traz a lembrança do filme O Dia em que a Terra Parou, que tem o robô Gort. Há também aqueles que consideram a estátua parecida com um dos integrantes da banda Daft Punk.

Seja lá com quem você compare essa “obra”, o importante é saber que agora a estátua do Borba Gato, outra famosa aqui de São Paulo, tem um concorrente de peso. O paulistano finalmente pode já decidir qual das duas é a mais feia, já que a do bandeirante era uma unanimidade.

Ayrton Senna, o piloto – e não a rodovia ou a estátua -, merecia algo melhor. Ele não tem culpa de nada e ainda tem que ficar com esse peso nas costas de nunca o deixarem descansar em paz. Nas transmissões da Fórmula 1, por exemplo, Galvão Bueno parece que tem a obrigatoriedade de citar o nome do piloto. Tudo bem que eles eram grandes amigos, coisa e tal, mas rola um exagero ali. E tem o mal maior, que são os fãs. Fã é quase sempre uma desgraça e transforma seu objeto de idolatria em algo absolutamente intragável para as pessoas “normais”. Isso acontece em qualquer área. Os fãs de Raul Seixas são malas, os fãs dos filmes da Marvel e de Star Wars também, assim como os torcedores do Flamengo. Senna sofre do mesmo mal. O sujeito, que era um piloto excepcional, foi transformado em herói nacional, patriota, estadista, diplomata, engenheiro e o que mais couber. Calma, gente. Ele era só um piloto. Muito bom, é verdade, mas só um piloto.

Por ser um tricampeão da Fórmula 1 até acredito que ele mereça uma estátua, assim como poderiam fazer uma de Emerson Fittipaldi e Nelson Piquet, mas precisa ser uma desse tipo aí, que parece também um destaque de carro alegórico mequetrefe da segunda divisão do carnaval paulistano?

Sério, amigos, um esforcinho a mais não faria mal a ninguém, hein? Que tal cancelar essa “obra” aí? Fora que essa estátua vai causar um monte de acidentes na rodovia, já que vai ter muito bração querendo fazer selfie de dentro do carro.

Nunca duvide da estupidez de um fã.