Odair Braz Jr Série do Loki é mesmo ruim, chata e decepcionante? Tem certeza?

Série do Loki é mesmo ruim, chata e decepcionante? Tem certeza?

A Marvel teria errado com o seriado do personagem asgardiano? Ou nós é que não estamos sabendo curti-la?

  • Odair Braz Jr | Do R7

Tom Hiddleston como Loki na série de TV

Tom Hiddleston como Loki na série de TV

Divulgação

Está a maior discussão nas redes sociais sobre esta nova série da Marvel Studios. Aliás, está bem forte a corrente da turma que considera Loki uma "decepção", "chata" e "ruim". Mas será que é tudo isso mesmo?

A Marvel tem se aventurado pela TV já há algum tempo com séries como Agents of S.H.I.E.LD., Agente Carter, WandaVision, Falcão e Soldado Invernal e nem sempre tem acertado em cheio. A comparação direta com os filmes para cinema é imediata e aí a coisa dá uma complicada. Os longas são feitos para as massas, como diria o Coisa, e são produções criadas para agradar totalmente o maior número de pessoas. O que não quer dizer que haja uma diminuição de qualidade dos filmes, veja bem. Mas eles são criados com a intenção clara de pegar o espectador pela garganta e não largar mais até o fim da projeção.

As séries da Marvel são uma outra coisa, um animal diferente. Na TV, o negócio é esmiuçar o universo dos personagens, suas vidas e seus cenários. Nos seriados, o negócio é mergulhar no mundo particular de heróis e vilões, diferentemente do voo panorâmico que os filmes muitas vezes nos apresentam. E é isso o que acontece em Loki — assim como foi em WandaVision, Falcão e Soldado Invernal, para ficar nas mais recentes.

Nesta mais nova série da Marvel, vemos Loki, um dos personagens mais interessantes dos filmes produzidos pelo estúdio, fazendo um passeio por linhas temporais do universo superheroístico. Ele é colocado num ambiente novo e diferente daquele em que foi visto em diversos longas. No seriado vemos o irmão do Thor numa realidade paralela, um setor do universo Marvel separado da realidade onde pessoas trabalham justamente para manter a linha temporal em ordem.

Loki com um visual mais mundano

Loki com um visual mais mundano

Divulgação

Nesse cenário, são apresentados muitos persoangens novos, a polícia que cuida da linha temporal, mundos inéditos, muitas possibilidades de mostrar a história e até de mudar a história. O que estamos vendo em Loki é uma expansão gigantesca do universo Marvel e o que pode ser feito com ele.

O seriado funciona mais ou menos como os quadrinhos. Existem as grandes sagas nos gibis que atraem um público maior e que não acompanham normalmente o dia a dia dos personagens. Neste cotidiano das minisséries menores, das histórias que nem todo mundo lê é que — muitas vezes — são revelados esses vários detalhes, personagens obscuros e mundos que nunca vimos antes. Se isso não é divertido, bacana e instigante, não sei o que é.

Claro, você tem todo o direito de não gostar do andamento de Loki, de achar que não é tão empolgante e que o personagem é muito mais legal e interessante nos filmes. Mas não dá para dizer que a série é ruim, chata ou arrastada, porque isso ela não é mesmo.

Últimas