Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Pai de cachorro
Publicidade

O resgate que trouxe alegria para o Brasil

Durante dias, esperamos aflitos pelo salvamento de um cavalo preso num telhado em Canoas

Pai de Cachorro|Celso ZucatelliOpens in new window

Ao vivo no Hoje em Dia desta quinta-feira mostramos um resgate que já seria muito importante porque mais uma vida foi salva. Mas ele tem um valor maior porque foi acompanhado e compartilhado por dias nas redes sociais. E os nossos corações precisam muito de boas notícias do Rio Grande do Sul.

Nos últimos dias, a imagem de um cavalo num telhado foi exaustivamente compartilhada com a esperança de que fosse possível resgatar o animal de alguma forma. Debates sobre como fazer isso tomaram conta das postagens. Se ele seria içado por um helicóptero, se seria de barco, as pessoas conversavam, pediam ajuda, marcavam protetores e autoridades porque todos queriam ver aquela vida salva.

Veja também

Eu estava ao vivo no Hoje em Dia quando o resgate aconteceu e o piloto Jair Barbosa, do helicóptero da RECORD, mostrou tudo pra gente. Quem me ajudou com as informações sobre o trabalho dos bombeiros de São Paulo que fizeram o resgate apoiados por veterinários foi o Major Palumbo.

Os profissionais chegaram ao local e com muita calma se aproximaram do animal. Tente imaginar como ele estava fraco e assustado depois de dias na mesma posição sem água e sem alimentação. O trabalho foi incrível. Eles ganharam a confiança do cavalo, que foi sedado e recebeu soro. Então, com muito cuidado, ele foi colocado no bote, deitado. E, durante todo o percurso até o hospital veterinário, seguiu recebendo o medicamento anestésico para que ficasse imóvel, em segurança.

Publicidade

E deu tudo certo. É claro que ele ainda corre riscos e precisa se recuperar, mas o resgate impressionante foi perfeito.

Resgate de cavalo em Canoas emocionou o Brasil (Reprodução/RECORD)

E poder mostrar tudo isso ao vivo foi um privilégio. Eu disse ontem nas minhas redes sociais que estava difícil gravar meus vídeos divertidos porque esta tragédia no Rio Grande do Sul está realmente mexendo comigo. Nós trabalhamos com isso, com coberturas duras de tragédias e catástrofes e eu faço isso há mais de 30 anos, mas digo sem qualquer exagero que desta vez está mais difícil.

Publicidade

Por isso mesmo, esta imagem que mostrou profissionais de outro Estado mobilizados, unidos para salvar uma vida, fez bem pra gente. Que muitos outros resgates assim sejam feitos que a gente possa lotar os noticiários de boas notícias na recuperação do Rio Grande do Sul.


Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.