Tarsila do Amaral colaborou com 'Estado' nos anos 1940

O acervo do jornal O Estado de S. Paulo registra os retratos de literatos que a pintora Tarsila do Amaral desenhou entre 1947 e 1949, reforçando a importância de autores como a poeta e diplomata chilena Gabriel Mistral (1889-1957), premiada com o Nobel de Literatura de 1945, e o romancista e dramaturgo francês Jean Genet (1910-1986), autor do livro autobiográfico Diário de um Ladrão e da peça O Balcão, montada aqui com direção do argentino Victor García, em 1969.

Pela galeria de retratos que Tarsila fez para o Estado, é possível atestar sua inclinação pela vanguarda artística e literária de seu tempo. Há, inclusive, ecos de seu aprendizado com os grandes mestres do modernismo francês. A crítica Aracy Amaral chama a atenção para a simplificação formal do desenho de Tarsila, fruto do aprendizado com André Lhote e Gleizes. "Além da disciplina do teórico do cubismo, ela vivenciou a prática da construção, do equilíbrio", observa Aracy em texto sobre a artista.

Os desenhos publicados nas páginas do Estado são pouco conhecidos. Eles podem ser vistos acessando o site acervo.estadao.com.br. Entre os escritores retratados por Tarsila estão o diplomata Joaquim Nabuco e o escritor francês Maurice Barrès (1862-1923).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.