Vítima da covid-19, morre o escritor Sérgio Andrade Sant’Anna

Escritor foi vencedor de três prêmios Jabuti e era considerado um dos maiores contistas do país 

Sérgio Andrade Sant’Anna foi vítima da covid-19

Sérgio Andrade Sant’Anna foi vítima da covid-19

Reprodução/Facebook

Vítima da covid-19, morreu neste domingo, aos 78 anos, o escritor Sérgio Andrade Sant’Anna. Ele estava internado no Quinta D'Or, em São Cristovão, Zona Norte do Rio, desde o dia 3, com os sintomas da doença. Ele deixa dois filhos, os escritores Ivan e André Sant'Anna. A notícia foi divulgada por familiares pelas redes sociais.

Sérgio Sant'Anna havia completado 50 anos de carreira em outubro do ano passado. O primeiro livro de contos, "O sobrevivente", ele publicou por conta própria. Nos anos 70, publicou mais três livros: a coletânea de contos "Notas de Manfredo Rangel, repórter" (1973) e os romances "Confissões de Ralfo" (1975) e "Simulacros" (1977).

Foi como contista que encontrou seu caminho a literatura e foi reconhecido com um dos maiores autores de sua geração, com dieito a diversas coletâneas premiadas, como o Jabuti por "O concerto de João Gilberto no Rio de Janeiro" (1986),  o Prêmio Telecom por  "O voo da madrugada" (2003), e o Prêmio Clarice Lispector por "O livro de Praga" (2011).