Clipe de Gloria Groove foi rodado em 23 horas com perrengues em gruta

Cantora deu detalhes da gravação de 'Mil Grau', que faz parte do novo EP, 'Alegoria'; mais três vídeos serão lançados até o fim do mês

Clipe foi gravado em gruta no interior de São Paulo

Clipe foi gravado em gruta no interior de São Paulo

Rodolfo Magalhães/Divulgação

Gloria Groove lançou nesta terça-feira (12) o projeto Alegoria, com direito a EP com quatro faixas e um clipe para cada single. A cantora declara que produzir um álbum audiovisual era uma vontade antiga e que esse processo foi um grande aprendizado.

"Eu consumo cultura pop desde criança. Prestava atenção em vários álbuns audiovisuais, como Kisses [Anitta], Lemonade [Beyoncé], As Bahias. Quando a gente chegou nesse EP pensei que seria muito legal ter os visuais, os fãs estavam esperando por um projeto novo desde 2017", explica Gloria. "Viver os quatro clipes de uma vez só está sendo uma loucura. É como lançar um ano de material em um mês. É muita responsabilidade, mas evoluí muito", completa.

'Alegoria' é o primeiro projeto de Glória desde 2017

'Alegoria' é o primeiro projeto de Glória desde 2017

Reprodução/Instagram

O primeiro vídeo, Mil Grau, já está disponível no YouTube e a ideia é que os outros três clipes sejam lançados ainda neste mês através de ações divulgadas nas redes sociais de Gloria.

Ela conta que ao longo dos lançamentos dos últimos trabalhos notou um engajamento dos fãs e quis trazê-los para participar do projeto de alguma maneira. "Eu quis divulgar os visuais aos poucos, porque acho que vai despertando essa curiosidade, todos querem saber como vai ser. E eu amo incluir as pessoas, trabalhar para o campo real", reforça.

Gravação de single aconteceu no interior de SP

Poucas horas depois do lançamento, o clipe de Mil Grau já tinha atingido mais de 170 mil visualizações. A cantora celebra a repercussão positiva do novo trabalho. "É uma validação fora do comum, a única coisa que assemelho em cima do palco quando vejo as pessoas cantando algo que escrevi. É toda validação do trabalho e como se a 'criança viada' viesse nessa hora."

Sobre a concepção do clipe, Gloria explica que tudo começou com três princípios: "Eu queria gravar em uma externa com natureza, tinha que ter o elemento fogo envolvido no contexto por conta do tema da música, e eu sempre gostei de clipes que tinham conto no começo, então decidi que esse teria. A partir daí, começou o processo de produção para definir como iria aparecer em cada fase, para onde iria evoluir...".

"Foram vários perrengues diferentes", conta a cantora

"Foram vários perrengues diferentes", conta a cantora

Rodolfo Magalhães/Divulgação

A gravação foi feita em Socorro, no interior de São Paulo, e teve como cenário a Gruta do Anjo, um dos pontos turísticos da cidade.

"Gravamos num dia só, foram 23 horas direto. Foi muito trabalhoso, não sei se dá para ter a ideia do trabalho gigantesco que é ao assistir. Ainda mais gravar na natureza, que você depende do clima. Quase que a gente não consegue pegar aquela cena maravilhosa que apareço olhando para o sol. Era a última luz do sol dentro da gruta. Foram vários perrengues diferentes", detalha a cantora. 

Luta pela representatividade 

No novo EP, Gloria também faz uma reflexão sobre questões revelantes, como militância e pink money. A cantora reforça a importância do debate e faz questão de afirmar que não vai deixar de lutar pelas convicções dela.

"É isso o que as pessoas esperam de trabalhos feitos por drag queens, precisamos falar sobre nossa vivência, sobre o que a gente acha que dá para ser melhor, ainda mais em um país homofóbico e oportunista. As pessoas acham que por eu estar mais popular e mais conhecida vou ter medinho de falar ou vou deixar de falar. Muito pelo contrário. Assumo esse risco e agora tenho essa plataforma para poder falar."