Gene Simmons: “Mick Jagger desmaiaria se fizesse o que eu faço no palco”

Além de vocalista do Rolling Stones, baixista do KISS ainda citou Bono, do U2, para falar que sua banda é a que trabalha mais no show business

Gene Simmons, do KISS

Gene Simmons, do KISS

Tenho Mais Discos Que Amigos
Todos sabemos que modéstia não é uma das qualidades de Gene Simmons, baixista do KISS. Sempre envolvido em declarações polêmicas, o músico de 70 anos de idade deu uma entrevista para a Metal Hammer onde falou sobre os planos de aposentadoria da banda. Por lá, ele destacou que seus integrantes têm vários outros negócios ativos, como uma empresa de cannabis, a Invictus MD, e a rede de restaurantes Rock & Brews. O KISS mesmo tem vários (vários, mesmo) outros produtos e projetos como um cruzeiro, um campo de mini golfe, um serviço de limusines e mais: 'é só a banda que vai parar de excursionar antes que seja tarde demais - e agora é hora'. Aposentadoria do KISS Ao falar sobre os motivos para a aposentadoria, Gene explicou e ainda citou colegas de profissão: Você e eu já vimos bandas que deveriam ter abandonado os palcos há 10 anos. Eu realmente acho que estamos apresentando a melhor turnê de todos os tempos e é justo dizer que somos a banda que trabalha de forma mais dura no show business. Todos amamos Mick Jagger e Bono, mas se esses caras usassem as minhas botas com quase 20 centímetros de altura e 9 quilos de armadura, desmaiariam em meia hora. Concorda? Shows no Brasil Vale lembrar que a turnê de despedida do KISS irá passar pelo Brasil em 2020.