Lançamentos nacionais: Blastfemme, Drik Barbosa, Batucada Tamarindo, Cabra Guaraná e Dadona

Punk, hip hop, musicalidades afrobrasileiras, "TrapFunkPopTriste"... Desta vez fomos longe demais!

Blastfemme

Blastfemme

Tenho Mais Discos Que Amigos
Foto: Divulgação O punk é um dos nortes do grupo carioca Blastfemme, formado por Daniele Vallejo (vocal), Vladya Mender (bateria), Jhou Rocha (baixo) e Paulo Igor de Assis (guitarra). Este ano, a banda lançou seu homônimo disco de estreia, com dez eletrizantes faixas com letras em português e em inglês. O resultado é um rock dançante com o devido peso, capaz de flamejar corações! Entre as principais influências do grupo, estão nomes como Nirvana, Savages, The Stooges, Sonic Youth e Yeah Yeah Yeahs. Confira abaixo: https://open.spotify.com/album/6FeghGewzSMopbU5U4eC4w Drik Barbosa [caption id='attachment_344839' align='alignnone' width='696']
Drik Barbosa

Drik Barbosa

Tenho Mais Discos Que Amigos
Foto: Bruno Trinidade[/caption] Divulgando o seu ótimo disco de estreia, a cantora Drik Barbosa tem aproveitado muito bem suas novas canções. Desta vez, ela divulgou o videoclipe da faixa 'Luz', gravada em parceria com Rael e Emicida. Lançado como um 'álbum visual', o clipe se passa em uma espécie de quarto no qual o trio, vestido de vermelho, canta seus respectivos versos. Confira abaixo: https://www.youtube.com/watch?v=ErmE34mnMHw   Batucada Tamarindo [caption id='attachment_348384' align='alignnone' width='696']
Batucada Tamarindo

Batucada Tamarindo

Tenho Mais Discos Que Amigos
Foto: José de Holanda[/caption] Uma grande celebração à música percussiva negra e brasileira. É assim que podemos resumir, logo de primeira, a sonoridade do grupo paulista Batucada Tamarindo. Com constantes referências a orixás e sempre guiado por criativas linhas de percussão, o grupo lançou recentemente seu homônimo disco de estreia com oito faixas. O trabalho pode ser entendido como um ato político em prol da melhora social. As inspirações estéticas para a sonoridade do grupo passeiam também pela música cubana, pelo maracatu e pela música mandingue do oeste da África. Contemple este ótimo trabalho no player abaixo: https://open.spotify.com/album/1QUTioLIwmUVxw5Q9lh9QO   Cabra Guaraná [caption id='attachment_338509' align='alignnone' width='696'] Foto: Divulgação[/caption] Até aqui você contemplou punk rock, hip-hop, musicalidades africanas... Que tal agora um  funk psicodélico? Pois essa é a especialidade do Cabra Guaraná. Após o lançamento de várias divertidas e dançantes faixas ao longo do ano, o projeto disponibilizou a inédita 'Medusa'. A canção é definida como um 'TrapFunkPopTriste' e, de fato, traz elementos de uma sonoridade mais pop, se comparada aos lançamentos anteriores. Interessante? Confira abaixo: https://open.spotify.com/album/7G0scjlJtl1pmksOIKsYt8   Dadona [caption id='attachment_348386' align='alignnone' width='696']
Dadona

Dadona

Tenho Mais Discos Que Amigos
Foto: Ádilla Regattieri[/caption] Dadona é 'superlativo feminino de entrega e doação', segundo sua página oficial no Facebook. Também é o sobrenome da cantora Fernanda Dadona. No novo single 'Se Você Ainda Me Quiser', ela entrega uma sonoridade fundada na MPB, mas que é recheada de elementos pop, neo-soul e eletrônicos. Enquanto isso, a letra fala sobre a presença do erro e do arrependimento nas relações amorosas. A canção foi composta por Gustavo Infante. O lançamento dá continuidade a uma série de singles apresentados por Dadona ao longo deste ano. Podemos aguardar por mais novidades em breve. Enquanto isso, o seu álbum de estreia está sendo feito por meio de uma campanha de financiamento coletivo no Catarse. Confira a versão da cantora para 'Se Você Ainda Me Quiser': https://www.youtube.com/watch?v=QoZhIWgcdlo