Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Música
Publicidade

Coldplay emociona os fãs com carinho, hits e jogo de luzes em São Paulo

A banda inglesa levou a plateia à loucura com participação brasileira e pedido inusitado no meio de música eletrizante

Música|André Barbeiro*, do R7

Chris Martin leva o público à loucura no show do Coldplay em São Paulo
Chris Martin leva o público à loucura no show do Coldplay em São Paulo Chris Martin leva o público à loucura no show do Coldplay em São Paulo

A chuva forte não foi um empecilho no segundo dia de show do Coldplay, do último sábado (11), em São Paulo. A banda entregou uma noite eletrizante tocando as músicas dos álbuns de maior sucesso. Mas elas não foram o único motivo para a emoção dos fãs. Além dos hits e da performance do grupo musical, o show de luzes ajuda a trazer maior imersão à experiência.

Durante os dois shows de abertura, a chuva não dava indicações de que cessaria. Mas os fãs tiveram muita sorte. Menos de 10 minutos antes da banda britânica entrar no palco, os pingos diminuíram e permitiram que o público pudesse curtir a noite. 

No Morumbi, o Coldplay entregou mais do que apenas a setlist esperada da turnê Music of the Spheres. Com a presença de Seu Jorge, a banda inglesa cantou o sucesso do pagode Amiga da Minha Mulher.

Higher Power foi a canção que iniciou o show e possibilitou a imersão dos fãs. O jogo de luzes surpreendeu a plateia, mas também deu spoilers, já que pouco antes de Yellow começar, o estádio estava todo em amarelo. 

Publicidade

Alternando entre o inglês e o português de pronúncia perfeita, o vocalista Chris Martin interrompeu a canção A Sky Full Of Stars para fazer um pedido aos fãs. "Vamos fazer de novo. Mais uma vez. Sem celular, sem câmera, sem eletrônicos", solicitou Chris ao público. 

Em diversos momentos, Chris agradeceu aos fãs por estarem ali, por aguentarem a chuva e por enfrentarem os problemas que tinham e, mesmo assim, comparecerem no show. 

Publicidade

A turnê Music of the Spheres, que leva o nome do mais novo álbum da banda, reitera a importância da sustentabilidade. Com equipamentos importados, o palco era carregável por plataformas de pulo e bicicletas. Antes do início do show, a produção pediu que 100 voluntários ajudassem a recarregar o palco e em menos de uma hora, o coletivo já tinha chegado aos 100%.

Um dos momentos mais marcantes da noite foi quando Chris pediu que um fã tocasse uma música com ele. O escolhido foi Gabriel, que subiu ao palco, tocou e cantou Gravity com o vocalista, levando a plateia à loucura. 

Publicidade

O show acabou com a banda e os bonecos que fizeram parte do time cantando Biutyful.

A turnê do Coldplay ainda não acabou. A banda tem mais nove shows no Brasil, sendo quatro deles ainda em São Paulo, nos dias 13, 14, 17 e 18 de março, dois em Curitiba, nos dias 21 e 22, e três no Rio de Janeiro, nos dias 25, 26 e 28. 

Veja como é a turnê do Coldplay no Brasil

*Estagiário do R7 sob supervisão de Leandro Lopes

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.