Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Ed Sheeran é inocentado da acusação de plágio de música clássica de Marvin Gaye

Veredicto ocorre após julgamento de duas semanas que contou, inclusive, com a presença do astro no tribunal em Nova York

Música|Do R7

Ed Sheeran chega a tribunal de Nova York
Ed Sheeran chega a tribunal de Nova York Ed Sheeran chega a tribunal de Nova York

Um júri de Nova York concluiu, nesta quinta-feira (4), que o cantor britânico Ed Sheeran, de 32 anos, não roubou os direitos autorais da música clássica de Marvin Gaye, "Let's Get It On", lançada em 1973, ao criar o seu próprio hit "Thinking Out Loud", em 2014.

O veredicto ocorreu após um julgamento de duas semanas que contou com uma apresentação do astro pop teen no tribunal, no último dia 25.

Em seu depoimento, Sheeran negou a acusação de plágio e, repetidamente, pegou uma guitarra que estava atrás dele no banco das testemunhas para demonstrar como ele cria as músicas durante os shows para, segundo ele, "apimentar um pouco" para o público.

O cantor chegou a dizer que, caso fosse declarado culpado no processo, iria desistir da carreira musical. Sheeran lançou ontem um documentário sobre sua vida pessoal e profissional.

Publicidade

Os demandantes da ação são os herdeiros de Ed Townsend —músico e produtor que coescreveu o clássico soul lançado por Gaye—, como a filha Kathryn Griffin. Os herdeiros alegam que há "surpreendentes similaridades e elementos comuns manifestos" entre as duas músicas.

Segundo a defesa de Sheeran, "há dezenas, se não centenas, de canções anteriores e posteriores" à canção de Gaye "que utilizam a mesma progressão de acordes ou uma similar".

Publicidade

"Essas misturas são irrelevantes para qualquer tema do caso e seriam enganosas [e] confundiriam o júri."

Ed Sheeran é julgado por suposto plágio de música de Marvin Gaye

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.