Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Bad Bunny processa homem por publicar vídeos de seu show no YouTube

De acordo com a Billboard, dono de canal na plataforma teria postado dez músicas de uma recente performance da turnê do porto-riquenho...

Vagalume|

Vagalume
Vagalume Vagalume (Vagalume)

Crédito foto: Reprodução Youtube

Bad Bunny tomou medidas na justiça contra um homem que publicou vídeos de seu show no YouTube. De acordo com a Billboard, os advogados do cantor entraram com uma ação judicial contra o dono do canal "MADforliveMUSIC", chamado Eric Guillermo Madroñal Garrone, por infração de direitos autorais, após o homem postar gravações cobrindo dez músicas do show que o porto-riquenho fez em Salt Lake City, nos EUA, no mês de fevereiro.

Ainda segundo o artigo, Bad Bunny já havia enviado um pedido de remoção dos vídeos à plataforma, recebendo uma contranotificação de Eric Garrone, defendendo seu direito de publicar as gravações do show.

“Os réus se opuseram à remoção dos vídeos não autorizados do YouTube, recusaram-se a concordar em não republicar e solicitaram que o YouTube restabelecesse os vídeos não autorizados. A menos que ordenado por este tribunal, os réus continuarão a infringir os direitos de Ocasio", diz o texto escrito pelos advogados, se referindo ao nome verdadeiro do cantor.

Publicidade

“Cada um dos vídeos não autorizados, tanto individual quanto coletivamente, impacta negativamente o mercado de usos autorizados das obras, entre outras coisas, distanciando os espectadores do YouTube e receitas de publicidade associadas dos vídeos autorizados de Bad Bunny”, continuaram os representantes do músico.

Em sua defesa, Eric Garrone argumentou que tinha feito “uso legítimo do conteúdo” e que o aviso de remoção “constitui um sério prejuízo às suas atividades informativas e de divulgação”.

Publicidade

"Os vídeos removidos também cobrem o início da turnê mundial do artista de reggaeton porto-riquenho Bad Bunny, sendo este seu primeiro encontro dos 47 planejados pela América do Norte, constituindo por si só um evento de interesse jornalístico, de alto interesse público e de significativo alcance informativo. Na minha opinião, o artista também se beneficia com a divulgação do conteúdo em sua própria divulgação, pois seu espetáculo é captado com cuidado, transmitindo a realidade do momento sem alterações ou pós-produção no conteúdo", escreveu ele.

No processo, os advogados de Bad Bunny também acusam o YouTuber de violar as leis federais de marcas registradas ao usar o nome do artista na promoção dos clipes e de violar uma lei federal destinada especificamente à pirataria.

Publicidade

A Billboard acrescenta que essas disputas sobre infrações, com base na lei estadunidense de direitos autorais, são frequentes no YouTube e em outras plataformas, principalmente se tratando de gravações praticamente completa das músicas, mas que geralmente se encerram após os artistas ou seus representantes pedirem a remoção do conteúdo nos sites.

O canal de Garrone está atualmente desativado.

Fonte: Vagalume

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.