Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Taylor Swift pode se tornar bilionária após o sucesso de sua nova turnê em 2023

De acordo com a Forbes, essa próxima série de shows da cantora fará dela a artista feminina de maior bilheteria de todos os tempos

Vagalume|

Vagalume
Vagalume Vagalume

Taylor Swift pode ser a mais nova integrante da lista de cantoras bilionárias em 2023. A artista já pode celebrar o sucesso de bilheteria de sua nova série de shows, a "The Eras Tour", apesar de ter lidado com muitos problemas relacionados à venda de ingressos, justamente pela alta demanda, a qual a Ticketmaster (responsável pela comercialização) foi bastante criticada e obrigada a criar novas estratégias após ficar sobrecarregada com as operações do site no primeiro dia de pré-venda dos bilhetes.

De acordo com a Forbes, a arrecadação de Swift com a turnê pode chegar - aproximadamente - a US$ 620 milhões (já com o desconto do valor entregue à Ticketmaster), sendo que, atualmente, o periódico estima que a fortuna da cantora seja de US$ 570 milhões, o que a tornaria bilionária após a série de shows.

As suposições sobre a receita de bilheteria divulgadas pela Forbes foram feitas por David Herlihy, professor de ensino da Northeastern University e coordenador de programa da indústria musical.

A primeira parte da "The Eras Tour" pelos EUA conta com 52 datas até o momento, com shows internacionais a serem anunciados. Segundo o artigo da Forbes, que também se baseou em informações divulgadas pela Billboard, a turnê pode fazer de Taylor Swift a artista feminina de maior bilheteria de todos os tempos, derrubando Madonna, que detinha o recorde anterior com a turnê "Sticky & Sweet", de 2008 a 2009, para o segundo lugar da lista.

Publicidade

"De acordo com a Billboard, Swift venderá os 170.000 ingressos restantes para sua turnê antes do final de 2022 – o que, se estima, renderá US$ 591 milhões a um preço médio de ingresso de US$ 215", diz o artigo.

"A Billboard não estimou o valor da receita que Swift receberia com a turnê. Herlihy - que não viu seus contratos - me ajudou a adivinhar a resposta - cerca de US$ 620 milhões - ou 105% da receita de ingressos. Ele diz que Swift receberá entre 100% e 110% dos US$ 591 milhões em vendas de ingressos para a turnê. Como? 'Seu promotor ficará feliz em pagar mais a ela porque ele não tem que assumir nenhum risco sobre a possibilidade de shows não esgotarem'", acrescentou a Forbes.

Publicidade

O periódico também explica que a cantora ainda irá somar a receita o lucro com o merchandising dos shows e, mesmo com as despesas, como impostos, equipe, aluguel do local, seguranças, instrumentos etc, que podem variar entre 20% ou 25% desse total, Taylor pode manter cerca de US$ 465 milhões.

A turnê, que tem início no dia 17 de março, em Glendale, no Arizona, contará com diferentes nomes de peso para a abertura, trazendo na escalação Paramore, Phoebe Bridgers, HAIM, beabadoobee, girl in red, Gayle, Gracie Abrams, Muna e Owenn, que irão se revezar entre as datas.

Fonte: Vagalume

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.