Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Criador de Sonic escapa da prisão, mas terá que pagar US$ 1,2 milhões após condenação

O co-criador de Sonic the Hedgehog, Yuji Naka, foi condenado pelo Tribunal Distrital de Tóquio no caso sobre o uso de informações privilegiadas...

Outer Space|

Criador de Sonic escapa da prisão, mas terá que pagar US$ 1,2 milhões após condenação
Criador de Sonic escapa da prisão, mas terá que pagar US$ 1,2 milhões após condenação Criador de Sonic escapa da prisão, mas terá que pagar US$ 1,2 milhões após condenação

O co-criador de Sonic the Hedgehog, Yuji Naka, foi condenado pelo Tribunal Distrital de Tóquio no caso sobre o uso de informações privilegiadas, mas poderá evitar a prisão por enquanto pagando multas que somam US$ 1,2 milhões.

Naka foi alvo de uma ação da polícia que investigava a compra de ações ilegalmente com base em informações privilegiadas. O ex-Sega e ex-Square Enix fez centenas de milhares de dólares em negócios envolvendo a compra de ações de empresas que acabaram assinando contratos com a Square Enix.

O juiz do caso condenou Naka a 30 meses de prisão, suspensa por quatro anos. Isso significa que Naka precisará cumprir todas as condições estabelecidas pela ordem e não infrinja quaisquer outros termos ou leis durante esse período.

Além disso, o co-criador de Sonic terá que arcar com duas multas pesadas, que somam 173 milhões de ienes (US$ 1,2 milhão).

Publicidade

Durante o julgamento, Naka se declarou culpado das acusações e afirmou que “não havia dúvida” de que ele havia participado do esquema de uso de informações privilegiadas para obtenção de vantagens na compra de ações.

Enquanto trabalhava em Balan Wonderworld para a Square Enix, Naka teve acesso a contratos da empresa que viriam a ser assinados com duas produtoras japonesas, a Aiming e a ATeam Entertainment. A primeira foi escolhida pela Square Enix para desenvolver um jogo para celular de Dragon Quest chamado Dragon Quest Tact, enquanto a segunda ganhou o contrato para criar Final Fantasy VII: The First Soldier.

Publicidade

Naka comprou aproximadamente 10.000 ações da Aiming por cerca de 2,8 milhões de ienes (US$ 20.000), com a intenção de vendê-las assim que o jogo fosse anunciado e o valor aumentasse. O mesmo foi feito com a ATeam alguns meses depois.

Usando ilegalmente as informações às quais teve acesso, Naka comprou 130.000 ações das duas empresas e obteve um lucro de mais de 20 milhões de ienes (US$ 146.000) com a venda.

Curiosamente, Naka não se deu por satisfeito ao se aproveitar das informações obtidas na Square Enix para enriquecer ilegalmente e processou a produtora alegando que ela, e não ele, seria responsável pelo monumental fracasso de Balan Wonderworld.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.