Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Nitro
Publicidade

Morre John Gibson, programador britânico da Psygnosis, Imagine Software e Sony

Muitos veteranos da indústria britânica de videogames prestaram homenagem hoje a John Gibson, um dos pioneiros da indústria de games...

Outer Space|Do R7

Morre John Gibson, programador britânico da Psygnosis, Imagine Software e Sony
Morre John Gibson, programador britânico da Psygnosis, Imagine Software e Sony Morre John Gibson, programador britânico da Psygnosis, Imagine Software e Sony

Muitos veteranos da indústria britânica de videogames prestaram homenagem hoje a John Gibson, um dos pioneiros da indústria de games que faleceu no fim de semana e cuja carreira se estendeu por mais de 30 anos em produtoras como a Imagine Software, Psygnosis e Sony.

Talentoso e desbravador, Gibson começou a programar jogos em 1983 na Imagine Software, um estúdio sediado em Liverpool que criou alguns dos primeiros títulos do computador ZX Spectrum, como Molar Maul, Zzoom e Stonkers. O estúdio ganhou maior notoriedade recentemente ao inspirar o filme Bandersnatch, dos roteiristas de Black Mirror, baseado em um jogo que o Imagine planejava lançar, mas que nunca viu a luz do dia.

Quando a Imagine Software faliu em 1984, John Gibson ajudou a fundar a Denton Designs e continuou a lançar jogos para o ZX Spectrum, incluindo Gift from the Gods (1984), Frankie Goes to Hollywood (1985) e Cosmic Wartoad (1985).

Nos anos 90, John Gibson se juntou ao lendário Psygnosis para programar jogos como o Microcosm, um jogo de tiro que em 1993 explorava a inovação do CD-ROM como mídia. Logo em seguida, quando a Sony Computer Entertainment adquiriu o estúdio como parte dos preparativos para o lançamento do PlayStation, Gibson encontrou o lugar onde passaria a maior parte da sua carreira e criou o jogo Sentient (1997) para PlayStation.

Publicidade

Gibson colaborou com o jovem estúdio Warthog Games, onde programou principalmente para jogos licenciados como Star Trek: Invasion (2000), Tiny Toon Adventures: Wacky Stackers (2001) e Looney Tunes Take Action (2003). Ainda em 2003, ele se juntou ao Evolution Studios sem saber que este último seria comprado pela Sony Computer Entertainment alguns anos depois em 2007.

Instalado de vez na Sony, John Gibson se especializou na programação de jogos de corrida, desenvolvendo alguns WRCs, MotorStorm (2007), MotorStorm Pacific Rift (2008), MotorStorm Apocalypse (2011) e MotorStorm RC (2012). Sua última contribuição creditada foi em Driveclub, título de estreia do PlayStation 4 lançado em 2014.

Publicidade

“É com tristeza que recebo a notícia da morte de John Gibson, pioneiro da programação britânica. Ele teve uma carreira incrível trabalhando cedo na Imagine e na Denton Designs, depois na Psygnosis e na Sony Europe. Seus jogos abrangem décadas, do Zzoom ao Drive Club. Uma excelente contribuição para o mundo dos jogos”, escreveu o veterano jornalista Jaz Rignall.

“Estou triste ao saber da morte de John Gibson. John foi um dos pioneiros da indústria de videogames do Reino Unido. RIP ‘Grandad’”, homenageou o programador Kevin Edwards, lembrando do apelido “vovô” que Gibson ganhou dos mais novos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.