Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Flavio Ricco
Publicidade

Gravadoras não têm mais a mesma força nas trilhas de novelas

Flavio Ricco|Do R7 e Flavio Ricco

Sophie Charlotte e Letícia Colin na gravação da abertura de "Todas as Flores"

No embalo do lançamento da novela “Todas as Flores” no Globoplay, a Globo tem feito um barulho também para destacar sua trilha sonora, em especial, o tema de abertura. 

"As Rosas Não Falam", obra de Cartola, ganhou uma releitura inédita nas vozes de Sophie Charlotte e Leticia Colin.

Nova dupla? Nada disso! 

Elas vivem as irmãs Maíra e Vanessa, respectivamente, na trama assinada por João Emanuel Carneiro. Na verdade, duas ótimas atrizes em meio a um elenco muito interessante.

Publicidade

Agora, chama atenção como as grandes gravadoras perderam força junto ao nosso principal produto de entretenimento: as novelas.

No passado, muitos devem se lembrar, havia uma disputa acirrada, quase uma guerra, por parte delas para emplacar um de seus contratados em um tema de abertura em qualquer novela.

Publicidade

O lobby dessas empresas era algo fora do comum.

Paralelamente, os artistas escolhidos se espalhavam pelos programas de TV. E, claro, vendiam essa conquista na agenda de shows pelo País.

Publicidade

Ter uma música principalmente na abertura ou na própria trilha sonora era sinal de status.

Hoje, como se observa, a coisa “desandou” um pouquinho para os nossos festejados cantores - sertanejos ou de outros segmentos. Perderam destaque. 

O fato de Sophie Charlotte e Leticia Colin comandarem o tema de abertura de uma produção de tão alto nível, como “Todas as Flores”, e não alguém consagrado no meio musical, já escancara isso.

Como outro detalhe, ainda, a Som Livre, um braço da Globo que marcou época no mercado da música, hoje é controlada pelo Grupo Sony.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.