Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Flavio Ricco
Publicidade

"Jornal da Record" estreia série sobre casos de cárcere privado 

Flavio Ricco|Do R7 e Flavio Ricco

Repórter Ingrid Griebel durante as gravações da série “Vidas Aprisionadas”
Repórter Ingrid Griebel durante as gravações da série “Vidas Aprisionadas” Repórter Ingrid Griebel durante as gravações da série “Vidas Aprisionadas”

A partir desta próxima segunda-feira, às 19h45, o “Jornal da Record” estreia a série “Vidas Aprisionadas”.

Um trabalho com contar histórias de pessoas, que foram obrigadas a viver em cárcere privado pela própria família, pelos patrões, em um asilo de idosos e até por um médico dentro do hospital.

Somente no primeiro semestre deste ano, mais de 4.500 denúncias de cárcere privado foram registradas no Disque 100 em todo o Brasil.

As vítimas relatam que não tinham como pedir ajuda, nem para outros parentes e nem mesmo para a polícia.

Publicidade

Em alguns casos, não havia sequer vizinhos por perto na zona rural, em locais bem afastados das cidades.

Nesses ambientes, elas revelam que muitas vezes ficavam sem água, comida e condições básicas de higiene.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.