Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Flavio Ricco
Publicidade

Reprise de ‘Alma Gêmea’ tem Flávia Alessandra em grande momento

Atração está em cartaz no ‘Vale a Pena Ver de Novo’

Flavio Ricco|Flavio RiccoOpens in new window

Eduardo Moscovis e Flávia Alessandra em Alma Gêmea (Acervo Globo)

A atriz Flávia Alessandra consagrou a carreira ao interpretar sua primeira vilã, Cristina, em “Alma Gêmea”, novela de Walcyr Carrasco exibida atualmente no “Vale a Pena Ver de Novo”.

“Alma Gêmea” tem registrado recordes de audiência no horário.

No capítulo exibido dia 14, em que Cristina demite Serena (Priscila Fantin), a reprise no “Vale a Pena” marcou 17 pontos de audiência e 32% de participação, em São Paulo. Maior audiência do VPVN desde 3 de maio, final de “Paraíso Tropical”.

Já no balanço semanal da audiência, a reexibição também acumula bons índices. As duas primeiras semanas de exibição tiveram uma média de 14 pontos de audiência e 29% de participação em São Paulo, superando a novela anterior em + 27%(+3 pontos) de audiência e +3 pontos de participação. No Rio de Janeiro, foram 18 pontos de audiência e 39% de participação na média, superando em +13% (+2 pontos) de audiência e +1 ponto de participação a exibição de Paraíso Tropical.

Publicidade

Atualmente, Flávia Alessandra dedica-se a projetos empresariais. Segue com sua versão empreendedora, função para a qual se dedicou nesses últimos anos, e atua como apresentadora.

“Tenho me dedicado a Agência Family, Utreino, Marcos Proença, Royal Face e outros projetos pessoais e sociais - me realizando com projetos, inclusive originários aqui, meus, que eu tinha vontade de estar, de ter. Também apresentei um programa que estreia no segundo semestre, um reality show junto com o Otaviano Costa (marido da atriz), na Amazon, chamado “A Ilha Da Tentação”. Era um lugar onde eu queria estar, esse lugar de apresentar, de ter a troca, de ouvir, de escutar, e foi uma experiência incrível na minha vida, depois de tantos anos aí. E gravamos tudo no México, foi uma delícia. Agora, também estamos, eu e o Otaviano, tirando um projeto novo do papel de dramaturgia na vertical, ou seja, para o digital. É uma linguagem nova, essa linguagem atual, muito interessante, que eu estou amando também. Estou me realizando em novos campos e setores, no entanto, dentro do mesmo guarda-chuva de um lado artístico meu que engloba isso tudo”, conta ela.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.