Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Fabricante de smartphones lança sedã elétrico de luxo por R$ 150 mil na China

Xiaomi anunciou, na noite de quinta-feira (29), três versões do SU7, veículo que promete autonomia mínima de 700 km de distância

Garagem R7|Do R7

Xiaomi SU7 chegará às ruas da China por R$ 150 mil
Xiaomi SU7 chegará às ruas da China por R$ 150 mil Xiaomi SU7 chegará às ruas da China por R$ 150 mil (Reprodução/Xiaomi)

O mercado de veículos elétricos ainda é, basicamente, dominado pela empresa americana Tesla e pelas companhias chinesas, como a BYD e a GWM, embora montadoras tradicionais como Chevrolet, Nissan e Renault também sejam competidoras de peso nesse segmento. 

A noite desta quinta-feira (29) marcou a entrada de mais uma rival na área de elétricos: a Xiaomi, famosa por fabricar e vender smartphones no Brasil. O pontapé inicial da empresa de tecnologia ocorreu com o SU7, um sedã de luxo que chegará em três versões no mercado chinês.

O modelo de entrada, o SU7, custará a partir de R$ 152 mil (US$ 30.431) para os consumidores chineses. Porém, o preço sobe com o SU7 Pro e chega aos R$ 210 mil no caso do SU7 Max, a versão topo de linha. A montadora promete uma autonomia mínima de 700 km.

No detalhe, a traseira do elétrico de estreia da Xiaomi no mercado automotivo
No detalhe, a traseira do elétrico de estreia da Xiaomi no mercado automotivo No detalhe, a traseira do elétrico de estreia da Xiaomi no mercado automotivo (Reprodução/Xiaomi – 29.03.2024)

Os primeiros SU7 e SU7 Max chegam às garagens dos clientes até o final de abril, enquanto que o SU7 Pro deverá ser entregue apenas em maio.

Publicidade

Segundo a agência pública de notícias chinesa Xinhua, a Xiaomi entrou no setor de veículo elétrico em 2021 quando começou a construir uma planta de mais de 700 mil metros quadrados em Pequim.

A associação chinesa de fabricantes de veículos automotores indicam que a produção de veículos elétricos no país atingiu 1,25 milhão de unidades, enquanto as vendas atingiram 1,21 milhão de unidades nos dois primeiros meses de 2024. Os números representam altas próximas a 30% sobre o mesmo período do ano passado.

PM do Paraná tira Audi TT, Camaro e Porsche Macan do tráfico e põe para vigiar ruas

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.