Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Hospital é condenado a pagar R$ 200 mil a Klara Castanho por vazar dados sigilosos sobre gravidez

Funcionária da instituição vendeu a informação a um jornalista de que a atriz colocou uma criança para adoção; gravidez ocorreu após abuso sexual

Keila Jimenez|

O hospital do Rio de Janeiro que vazou dados sigilosos sobre a gravidez de Klara Castanho foi condenado a pagar uma indenização de R$ 200 mil para ela por danos morais.

A atriz foi vítima de violência sexual, teve um bebê e o colocou para adoção seguindo as leis brasileiras. Porém, uma funcionária da instituição vendeu esta informação para um jornalista.

O hospital não se manifestou sobre o assunto.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.