Eleições 2022: Se não é, já foi ou vai ser!

Voto impresso, urna eletrônica, retrocesso, ataque hacker, fake news. Quais destes “candidatos” serão eleitos neste icônico 2022?

Urna eletrônica, Comportamento eleitoral, Pesquisadores, UFCG

Urna eletrônica, Comportamento eleitoral, Pesquisadores, UFCG

Portal Correio

Não viemos para explicar, mas sim, para complicar! Por isso, para quem quer ver o circo pegar fogo, aqui vai mais um pouquinho de lenha nesta fogueira que já está ardendo muito antes das festas juninas (que poderão ser em agosto, já que o Carnaval poderá ser em abril e a campanha eleitoral deste ano começou lá atrás, em 2021).

Enquanto um ministro diz que a urna eletrônica é segura – mas elogia as eleições de outro país onde a votação é em cédula de papel – o outro diz que, antes mesmo das eleições, a Justiça Eleitoral já pode estar sob ataque de hackers. Tipo, agora mesmo.

E, para piorar – afinal de contas, não há nada tão ruim que não possa desmelhorar – vem mais outro ministro dizendo que quem discordar é um divulgador de fake news, e quem divulgar fake news vai ver o sol nascer quadrado.

Então, como a gente não tem a mais pálida ideia do que é fake e do que é fato, o recado está dado: não diga absolutamente nada, baixe a cabeça e concorde com o que quer que seja e tudo ficará bem. Pelo menos para alguns...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas