Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Melhor Não Ler
Publicidade

Esquerdistas querem divisão de lucros e limite de riqueza, desde que ninguém mexa com eles

Quanto mais esquerdista o esquerdólatra for, mais sua esquerdopatia vai colocar regras desde que ele se “incluindo fora delas”

Melhor Não Ler|Do R7

Como falar de esquerdolatria sem mencionar seus dois grandes ícones: Nelipe Feto e Manitta? O primeiro disse que “devemos questionar o acúmulo exagerado de capital”, mas que fique claro: o questionamento vale só para os “multibilionários” e não para acúmulo de seu próprio capital, afinal ele é apenas milionário.

Já a Manitta, que tem um patrimônio avaliado em R$ 500 milhões, sugeriu que deveria existir uma lei para impedir as pessoas de acumular riqueza, porque “ninguém precisa de bilhões”. Logo, que limitem só bilhões para ninguém mexer nos milhões dela.

Até mesmo um cantor de restaurante “pobreta” que se apresenta com sua banda teve o seguinte diálogo com um repórter:

Repórter: “Você acha que o dono do restaurante deveria dividir os lucros igualmente entre todos os funcionários?”

Publicidade

Cantor de restaurante: “Lógico, né? O cara quer ficar mais por quê? Tem que dividir, sim!”

Repórter: “Então, você vai dividir o seu cachê igualmente entre os músicos da sua banda?”

Publicidade

Cantor de restaurante: “Aí não, né?

Repórter: “Por que não?”

Publicidade

Cantor de restaurante: “Ué, a banda é minha, né? Eu que criei, eu que canto...”

Pois é, meu querido leitor, para os esquerdistas, esquerdólatras e esquerdopatas não importa a classe social, pois em seus mundinhos hipotéticos as regras sempre valem para o dinheiro dos outros, e jamais para o deles!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.