Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Melhor Não Ler
Publicidade

Em caso de tentativa de estupro, não reaja! 

Vítima de tentativa de estupro é multada pela Justiça por agredir o agressor, que só queria agredi-la em paz

Melhor Não Ler|Do R7

Mulheres são vítimas recorrentes de estupro diariamente
Mulheres são vítimas recorrentes de estupro diariamente Mulheres são vítimas recorrentes de estupro diariamente

Milica Zivkovic é o nome da mulher de 24 anos que teve a audácia de se “defender demais” só porque sofreu uma tentativa de estupro. O caso aconteceu em Montenegro, país europeu da região dos Bálcãs, mas tem tudo para se repetir mundo afora.

Zivkovic já começou mal quando teve a infeliz ideia de visitar um amigo e voltar para casa, à noite, andando pela rua. Veja só se isso tem cabimento, uma mulher andando na rua com as próprias pernas! Por que raios ela não ficou quieta dentro de casa? Enfim...

A questão é que um estuprador, ao vê-la sozinha caminhando pela calçada, começou a segui-la. Em vez de ela parar para o sujeito poder atacá-la de uma vez, começou a andar mais rápido. O coitado teve de correr para alcançá-la e, como ela não ficava quieta de jeito nenhum, ele teve de segurá-la pelo queixo para, finalmente, poder atacar suas partes íntimas.

Mas como tudo que começa mal termina mal, Zivkovic lembrou das aulas que teve nos quatro anos em que lutou kickboxing e, pasme, agrediu o agressor a socos. Gente, onde nós vamos parar com tanta violência? A mulher enlouqueceu, só pode!

Publicidade

Para reparar esse absurdo, a Justiça multou a mulher por “exceder a necessidade de legítima defesa” e por “violar a ordem e a paz pública”. Por não permitir ser estuprada, ela teve de pagar 85 euros, o equivalente a apenas R$ 455 (deveria ter sido muito mais, mas já é um começo, né?).

Já o coitado do agressor, que foi agredido e ainda por cima nem conseguiu agredir a agredida que virou agressora, não recebeu multa nenhuma. Ele foi liberado pelas autoridades após pagar fiança de 370 euros, cerca de R$ 1.975.

Então, meninas, fica o alerta: em caso de tentativa de estupro, não reajam! Afinal, esse é o tipo de decisão que o restante do mundo deve copiar em... 3, 2, 1.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.