Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Melhor Não Ler
Publicidade

Paciente acorda após 30 anos em coma, se atualiza das notícias e exige que médicos o coloquem para 'dormir'

Homem ameaça processar hospital e junta médica que reverteu seu quadro de coma profundo ao saber como andam as coisas no Brasil

Melhor Não Ler|Do R7

Homem quer voltar ao coma após ler notícias do Brasil
Homem quer voltar ao coma após ler notícias do Brasil Homem quer voltar ao coma após ler notícias do Brasil

Familiares, médicos e toda a equipe de um hospital brasileiro estavam em festa pela recuperação de um paciente que, após um acidente automobilístico, entrou em coma profundo. Finalmente, após três décadas de trabalho árduo e muito investimento em diversos tipos de tratamento, o quadro vegetativo foi revertido e, para a alegria de todos, o paciente despertou como se nada tivesse acontecido.

Após uma bateria de exames, os médicos constataram não ser mais necessário mantê-lo ligado aos aparelhos, pois seus órgãos se encontram em perfeito funcionamento. Porém, para testar suas atividades cerebrais, uma equipe de neurologistas, psiquiatras e psicólogos decidiu colocá-lo a par das mudanças ocorridas no país, lendo as manchetes das principais notícias. Após três dias de imersão, em que o paciente permaneceu calado, ele finalmente decidiu falar:

“Senhores, reconheço os esforços de todos, mas, em pleno gozo de minhas faculdades mentais, declaro que não posso viver neste país nem manter minha mente sã. Não é possível viver em um lugar onde o Estado toma os bens dos cidadãos, sem dó nem piedade, mas devolve helicóptero de traficante foragido que ‘ninguém sabe onde está’. Não posso viver em um lugar onde o ministro da Justiça usa indevidamente avião da FAB, o ministro da Economia afirma não saber nada de economia, um ex-presidiário descondenado é presidente da República e onde um órgão que não pode legislar cria uma nova lei a cada dia".

"Como aceitar ser razoável a legalização do uso de substâncias cuja comercialização é crime? Onde esses usuários vão comprar tais substâncias? E como compactuar com ideologias que pregam que menores de idade não podem ser responsabilizados por seus crimes, mas crianças de 4 anos podem escolher o sexo que querem ter?"

Publicidade

"E, vem cá, como as pessoas estão aceitando que os políticos criminalizem as críticas contra eles mesmos? Ninguém percebe que essa gente está se blindando cada vez mais e amordaçando o povo cada vez mais? Desculpem, senhores, mas já que está tudo de cabeça para baixo, exijo que me coloquem para dormir, ou terei de recorrer à Justiça, que, com certeza, me dará ganho de causa, afinal de contas, o que ela mais quer é um povo alienado mesmo...”

Esta crônica é uma ficção, mas poderia não ser...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.