Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Melhor Não Ler
Publicidade

Prefeitura do Guarujá cria multa para si mesma

Quando o assunto é aumentar a arrecadação a qualquer custo, cidade litorânea sai na frente e cria a "automulta"

Melhor Não Ler|Do R7

A praia do Guarujá
A praia do Guarujá A praia do Guarujá

A bola da vez está com a prefeitura do Guarujá que acaba de marcar um golaço! Gol contra, claro... É que o artigo 3º da Lei 2.062 diz que quaisquer erros ortográficos em “meios de comunicação escrita” serão punidos com multa.

Até aí, nada de novo, pois trata-se apenas de mais uma tentativa (malsucedida) dos políticos de “resolver” com uma canetada problemas que eles não querem solucionar de verdade, como melhorar o ensino básico, por exemplo.

O grande X da questão é a comunicação escrita do jornal da Prefeitura do Guarujá. Veja abaixo trechos de três delas, apontadas pelo site Ranking dos Políticos (esse, sim, vale a pena ler).

O início começou mal: “As atividades terão inicio nesta segunda-feira (29) e seguem até o dia 13 de junho.”

Publicidade

Eis que a segunda vírgula surge para tornar a frase digna de multa: “Segundo o coordenador de Ensino dos Cursos Técnicos de Química e de Meio Ambiente da E.M. 1º de Maio, o objetivo é proporcionar aos alunos, experiências e muito conhecimento.”

A nova ortografia passou longe da plateia: “Na bilheteria, os ingressos serão vendidos a R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia) para o setor popular; R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia) para o setor platéia e R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia) para o setor vip.”

Diante disso, repasso a você, caro leitor/sofredor, o questionamento do Ranking: nestes casos, a prefeitura do Guarujá vai pagar multa aos cidadãos?

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.