Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Se eu fosse eu
Publicidade

Eu Sou Mais Forte Do Que Eu

A tal da imaginação clariceana (abençoada) é o que nos move e nos leva para o Se Eu Fosse Eu interior.

Se eu fosse eu|Renata ChiarantanoOpens in new window

Se Eu Fosse Eu, Eu seria mais forte do que Eu. Parece que consigo ouvir Clarice murmurando, no pseudorrussês, palavra por palavra dessas duas frases marcantes. Afinal, amigos clariceanos, quem nunca passou por um momento de provação? Todos nós passamos. Clarice passou. Se Clarice fosse Ela, jamais teria dormido com cigarro na cama. Distração que provocou as mãos queimadas e uma internação de dois meses no hospital. Uma mão quase decepada. Ela precisou ser mais forte do que Ela. E foi.

Eu sou mais forte do que eu Clarice buscou o entendimento dela mesma


Dois anos depois do incêndio, escreveu a crônica Se Eu Fosse Eu, em 1968, para o Jornal do Brasil. E colocou em prova: o quanto da gente quer ser a gente mesmo? E o quanto da gente quer ser outro? Mais forte, mais decidido, menos vulnerável, menos inseguro.

Se Eu Fosse Eu, meus amigos não me reconheceriam na rua, diz o texto. Desde que começou a respirar, Clarice buscou o entendimento dela mesma. Até o fim da breve vida dos quase 57 anos, a escritora procurou respostas para o vazio, para a dor e o amor.

Publicidade

Para o que não se entende, para o óbvio, para tudo. Respirou as dores e as transformou em palavras. Foi mais forte do que ela? Na crônica “Sou Uma Pergunta”, de 14 de agosto de 1971, Clarice expõe a fragilidade do não-saber: “Quem fez a primeira pergunta? Por que o Sol é quente? Por que a Lua é fria? Por que se ama? Por que se morre?”. Essas perguntas desconcertantes dilaceram nossa ideia pré-concebida de que, quem sabe um dia, conseguimos responder.

A tal da imaginação clariceana (abençoada) é o que nos move e nos leva para o Se Eu Fosse Eu interior. A gente sempre quer o que não tem. A gente sempre deseja algo de alguém. A gente sempre quer ser forte. Mais forte do que a gente. A gente não quer morrer e também não quer pensar no futuro. “Se Eu Fosse Eu, eu daria tudo o que é meu, e confiaria o futuro ao futuro.” Apenas Se Eu Fosse Eu.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.