Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Gatos têm quase 300 expressões faciais diferentes, segundo estudo

Em comparação com outras espécies, os cães, por exemplo, têm cerca de 27 expressões e os humanos, 44

RPet|Do R7

Expressões dos felinos sempre chamaram a atenção das pessoas
Expressões dos felinos sempre chamaram a atenção das pessoas Expressões dos felinos sempre chamaram a atenção das pessoas

É muito comum viralizar nas redes sociais registros de gatos fazendo caras um tanto quanto enigmáticas — e até engraçadas. Mas, segundo um estudo, isso não é por acaso. Uma pesquisa publicada na renomada revista científica Behavioral Processes, em outubro, revelou que os felinos domésticos podem fazer até 276 expressões faciais diferentes. Em comparação com outras espécies, os cães, por exemplo, têm cerca de 27 expressões e os humanos, 44. 

De acordo com o artigo, de coautoria das americanas Brittany Florkiewicz, psicóloga evolucionista do Lyon College, em Arkansas, e Lauren Scott, estudante de medicina do Centro Médico da Universidade de Kansas, 53 bichanos que vivem em um cat café solidário para gatos, em Los Angeles, foram filmados por cerca de três meses.

Após a captura de 194 minutos de vídeos, que incluiu 186 interações entre os gatos, as autoras compararam as expressões com o Sistema de Codificação de Ação Facial, projetado especificamente para felinos, conforme o estudo. Entre as 276 expressões, foi descoberto que cada uma delas era composta por uma mistura de quatro dos 26 movimentos faciais conhecidos, como, por exemplo, a boca aberta, pupilas dilatadas, piscadelas, lambidas no focinho e movimento dos bigodes e orelhas.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Assine a newsletter R7 em Ponto

Destas expressões, 45% eram amigáveis, 37% eram mais agressivas e 18% uma mistura disso. As demonstrações eram mais notáveis quando os gatos se comunicavam entre si, mas não foi possível, no entanto, entender o que eles estavam querendo ‘dizer’.

Publicidade

"A literatura é tão escassa e muitos estudos focam apenas na conexão entre gatos e humanos ao longo de 10.000 anos de domesticação", disse Florkiewicz em comunicado ao portal WordsSideKick. "No cat café, conseguimos documentar interações espontâneas entre os gatos e registrar suas expressões faciais", acrescentou ela.

O estudo observou ainda que algumas caras amigáveis feitas pelos felinos são bastante semelhantes àquelas feitas pelos humanos, cães e primatas, como o sorriso ou a gargalhada.

VEJA TAMBÉM: Conheça as raças de gatos mais fofas e peludas do mundo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.