Logo R7.com
Logo do PlayPlus
RPet
Publicidade

Tutor desabafa após cão escapar de creche e morrer atropelado: 'A família inteira está devastada'

Matthew Norwood diz que não recebeu nenhum tipo de pedido de desculpa do estabelecimento depois da tragédia

RPet|Do R7

O cachorro Bobby escapou da creche onde estava hospedado
O cachorro Bobby escapou da creche onde estava hospedado O cachorro Bobby escapou da creche onde estava hospedado

O irlandês Matthew Norwood emocionou muita gente nas redes sociais ao contar a trágica história de seu cachorrinho, o yorkshire Bobby, que morreu atropelado após escapar da creche de animais onde foi colocado pela família. 

Matthew recebeu uma ligação de Gillian Bell, dona da creche e petshop Country Clip Dog Grooming & Day Care, que disse que Bobby tinha desaparecido de uma área externa, durante um momento de exercícios. 

"Eu estava dirigindo para buscar o Bobby quando a proprietária me ligou para dizer que não conseguia encontrá-lo. Ele estava em um campo com outros seis cachorros e escapou sem que ninguém percebesse. Minha mulher e eu não tínhamos ideia que o lugar não era seguro, ou nunca teríamos permitido que o Bobby ficasse sem coleira", desabafou ele ao Belfast Live. 

"Eu corri para a área e comecei a procurar. Liguei para minha mulher, parentes e amigos para virem e ajudarem na busca pelo Bobby", continuou Matthew.

Publicidade

Todos os envolvidos procuraram pelo cachorro por mais de duas horas, segundo Matther, com "pouca ajuda" da proprietária da creche: "Recebi uma ligação de um motorista que tinha atropelado e matado Bobby em um cruzamento. Ele disse que deixou o corpo de Bobby embaixo de uma barreira antichoque na estrada para que pudéssemos pegar depois. Ficamos absolutamente devastados". 

"Precisei ligar para minha mulher, que estava vagando por campos enquanto está grávida para achar o Bobby. Eu contei que a busca tinha acabado e nosso homenzinho estava morto. Acho que foi a pior ligação que eu já tive que fazer", lamentou ele.

Publicidade

O casal ainda precisou achar o cachorro e levá-lo para casa: "Não queríamos que ele ficasse jogado por aí, ele nunca passou a noite sozinho na vida, e não queríamos que fosse a primeira vez".

Apesar de procurarem por mais duas horas, eles não encontraram o corpo de Bobby e cancelaram e busca, já que estava muito escuro. Um familiar atualizou as redes sociais para contar que Bobby tinha morrido, e a dona da creche decidiu ligar para Matthew que, naquele momento, estava muito abalado para atender. 

Publicidade

"Depois, ela ligou para os meus pais e disse ter achado o Bobby. Meus pais o buscaram no dia seguinte na creche, o trouxeram para casa e eu o carreguei em meus braços até o veterinário. A família inteira está absolutamente devastada, já que Bobby significava muito para todos nós. Ele era mais que um cachorro, ele era um amigo, um companheiro, um membro da família", contou o irlandês.

Como a mulher de Matthew está grávida, o casal estava empolgado para ver a interação de Bobby com o bebê: "Minha mulher e eu estávamos preparando Bobby para a chegada de nosso bebê, acostumando-o com roupas de crianças e equipamentos, e achamos que ele seria um ótimo irmão mais velho, mas agora ele se foi e nosso bebê nem está aqui ainda".

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Matthew explicou por qual motivo Bobby foi deixado na creche: "Eu me sinto tão culpada por levá-lo à creche naquele dia. Nós estávamos trabalhando e queríamos que ele passasse o dia com outros cachorros em vez de ficar sozinho em casa. O buraco que ficou em nossa casa e nossa vida é difícil de explicar. Estamos desolados, e estou furioso que essa situação toda poderia ter sido evitada".

O tutor se mostrou irritado com a maneira com que a creche lidou com a tragédia: "Nós confiamos na dona do local para cuidar de nosso cachorro, e ela falhou conosco. O básico do trabalho deles é manter os cachorros em segurança. Nenhuma outra família deveria passar pelo que estamos passando. Eu não recebi mais mensagens da dona depois disso, e ela não nos pediu desculpa desde então".

Matthew ainda descobriu que a Irlanda do Norte não tem leis nem regulamentação sobre hospedagem de cães: "É inacreditável. Não há uma maneira de responsabilizar o estabelecimento pela fuga de Bobby e sua morte na sequência. Nós o deixamos sob os cuidados deles, ele escapou e morreu, e nada vai acontecer".

Gillian Bell, proprietária da creche, divulgou um comunicado para falar sobre o ocorrido, confirmando que não sabe como ele escapou: "Todos os tutores que trazem seus cachorros ao Country Club sabem que eu tenho uma área 100% segura quando os animais estão em meus cuidados, mas eu tenho um campo que nós protegemos como pudemos, com arame, mas não podemos dizer que é 100% seguro. Se meus clientes estão felizes por deixarem seus cachorros fora da coleira, essa escolha é deles. Tanto o senhor quanto a senhora Norwood sabiam dessa informação da primeira vez que trouxeram Bobby e concordaram que ele poderia ir ao campo sem a coleira. É uma infelicidade que ele tenha fugido".

A mulher também disse ter se desculpado com a família, mas revelou que eles não teriam dado atenção: "Eu também estaria irritada se deixasse meu cachorro em uma creche e ele não voltasse. No entanto, a forma como o local é organizado foi explicada, e eles concordaram em deixar o cão deles sair para essa área, que eles sabiam que não era segura". 

Confira abaixo o comunicado completo da dona da creche

Eu estive com Bobby o dia todo, menos no momento em que fui para casa almoçar. Os cachorros foram colocados em minha sala segura enquanto eu almoçava. Por volta de 16h30, nós nos preparamos para ir para o campo fazer algum exercício. Meu marido e filho me ajudaram a levar os cães. 

Bobby ficou na coleira até que passamos por dois portões de segurança. Todos os tutores que trazem seus cachorros ao Country Club sabem que eu tenho uma área 100% segura quando os animais estão em meus cuidados, mas eu tenho um campo que nós protegemos como pudemos, com arame, mas não podemos dizer que é 100% seguro. Se meus clientes estão felizes por deixarem seus cachorros fora da coleira, essa escolha é deles. Tanto o senhor quanto a senhora Norwood sabiam dessa informação da primeira vez que trouxeram Bobby e concordaram que ele poderia ir ao campo sem a coleira. É uma infelicidade que ele tenha fugido 

Eu estava tirando fotos deles, mas olhei e não encontrei o Bobby. Eu entrei em pânico e comecei a chamar o nome dele. Meu filho e meu marido ficaram com os outros cachorros enquanto eu procurava, e ligaram para o senhor Norwood para explicar. 

Outro cliente disse ter visto um yorkshire no vilarejo. Ela parou e tentou pegá-lo, mas ele correu. Dirigimos para ver se o encontrávamos. Eu mandei uma mensagem no grupo da comunidade, mas eles não colocaram o aviso. 

A mãe do senhor Norwood nos ligou de noite para saber se vimos ou ouvimos algo. Ela viu quanto eu estava chateada e arrependida. Minha família, meus amigos, clientes e eu fomos procurar por Bobby, mas não havia sinal dele.

Mais tarde naquela noite, vi a publicação nas redes sociais dizendo que Bobby tinha sido atropelado e, infelizmente, morrido. Eu liguei para o senhor Norwood na hora, mas ele não atendeu. Liguei para o pai dele, e ele disse que iriam buscar o Bobby na estrada pela manhã, porque estava escuro. Meu marido, meu filho e eu procuramos com uma tocha até acharmos Bobby. 

Eu liguei para o pai do senhor Norwood, e ele me pediu para levar Bobby para minha casa, e eles o buscariam no dia seguinte. 

Quando eles chegaram, eles teriam me visto devastada, como eu estava naquele momento terrível. Eu estava chorando e pedi que dissessem para o senhor e a senhora Norwood quanto eu sentia muito. 

Me disseram que o senhor Norwood estava furioso. Eu também estaria irritada se deixasse meu cachorro em uma creche e ele não voltasse. No entanto, a forma como o local é organizado foi explicada, e eles concordaram em deixar o cão deles sair para essa área, que eles sabiam que não era segura.

Eu sou dona do Country Club há nove anos e tive centenas de cachorros passando por nossas portas, e cada um deles é cuidado com o melhor das minhas habilidades, e continuarei com o negócio. 

Agora, pergunte a cada tutor se eles vão assinar um documento afirmando se preferem que o cachorro dele fique em minha área 100% segura ou se estão felizes de deixá-los fora da coleira no campo. 

Eu tenho seguro, mas não tenho licença para a creche, já que elas não existem na Irlanda do Norte. Sinto muito por o senhor e a senhora Norwood terem que lidar com a perda terrível do Bobby dessa maneira, e eu estou totalmente devastada que eles tenham sentido que não me desculpei o suficiente. 

Eu concordo que seria bom que houvesse regulamentação de hospedagem para cães, para que possamos provar que tomamos todas as medidas necessárias. Temos isso para nossas crianças, então por que não para nossos cachorros?

Conheça o cão que ajuda nas buscas a crianças e bebê após queda de avião na selva amazônica

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.