Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Viva a Vida
Publicidade

Cobra píton é abandonada em sacola no Pará. Conheça essa espécie

Flipar

Flipar|Do R7

Uma cobra píton foi encontrada abandonada, dentro de uma sacola, na cidade de Marabá, no Pará.
Uma cobra píton foi encontrada abandonada, dentro de uma sacola, na cidade de Marabá, no Pará. Uma cobra píton foi encontrada abandonada, dentro de uma sacola, na cidade de Marabá, no Pará.
O animal foi deixado junto com uma garrafa de cachaça e um bilhete que dizia:
O animal foi deixado junto com uma garrafa de cachaça e um bilhete que dizia: O animal foi deixado junto com uma garrafa de cachaça e um bilhete que dizia:
O veterinário Pedro Calazans postou um vídeo no Instagram mostrando o animal e destacando que pessoas, hoje em dia, abandonam animais para que alguém cuide.
O veterinário Pedro Calazans postou um vídeo no Instagram mostrando o animal e destacando que pessoas, hoje em dia, abandonam animais para que alguém cuide. O veterinário Pedro Calazans postou um vídeo no Instagram mostrando o animal e destacando que pessoas, hoje em dia, abandonam animais para que alguém cuide.
Ele mostrou que a cobra estava com várias marcas de queimaduras pelo corpo. E disse que lavaria o animal para tratar os ferimentos.
Ele mostrou que a cobra estava com várias marcas de queimaduras pelo corpo. E disse que lavaria o animal para tratar os ferimentos. Ele mostrou que a cobra estava com várias marcas de queimaduras pelo corpo. E disse que lavaria o animal para tratar os ferimentos.
A sacola foi largada em frente ao Parque Zoobotânico de Marabá, um espaço criado em 1997 com 15 recintos para espécies, no km 9 da rodovia BR 155.
A sacola foi largada em frente ao Parque Zoobotânico de Marabá, um espaço criado em 1997 com 15 recintos para espécies, no km 9 da rodovia BR 155. A sacola foi largada em frente ao Parque Zoobotânico de Marabá, um espaço criado em 1997 com 15 recintos para espécies, no km 9 da rodovia BR 155.
Pedro e Sara, que gravaram o vídeo com o animal, disseram que essa espécie não é mansa, embora haja quem cuide de cobras píton como animal de estimação.
Pedro e Sara, que gravaram o vídeo com o animal, disseram que essa espécie não é mansa, embora haja quem cuide de cobras píton como animal de estimação. Pedro e Sara, que gravaram o vídeo com o animal, disseram que essa espécie não é mansa, embora haja quem cuide de cobras píton como animal de estimação.
A cobra da espécie píton não existe no bioma do Brasil. Aqui, ela é considerada uma serpente exótica.
A cobra da espécie píton não existe no bioma do Brasil. Aqui, ela é considerada uma serpente exótica. A cobra da espécie píton não existe no bioma do Brasil. Aqui, ela é considerada uma serpente exótica.
Em abril deste ano, uma equipe da PM Ambiental do Distrito Federal soltou uma píton numa área de Cerrado após confundi-la com jiboia. Especialistas alertaram para o risco da soltura, pois o animal não tem predadores no Brasil.
Em abril deste ano, uma equipe da PM Ambiental do Distrito Federal soltou uma píton numa área de Cerrado após confundi-la com jiboia. Especialistas alertaram para o risco da soltura, pois o animal não tem predadores no Brasil. Em abril deste ano, uma equipe da PM Ambiental do Distrito Federal soltou uma píton numa área de Cerrado após confundi-la com jiboia. Especialistas alertaram para o risco da soltura, pois o animal não tem predadores no Brasil.
A píton, mesmo sendo apenas uma da espécie, pode proliferar porque ela é capaz de se reproduzir sozinha. Esse fenômeno natural se chama partenogênese. É incomum, mas não raro.
A píton, mesmo sendo apenas uma da espécie, pode proliferar porque ela é capaz de se reproduzir sozinha. Esse fenômeno natural se chama partenogênese. É incomum, mas não raro. A píton, mesmo sendo apenas uma da espécie, pode proliferar porque ela é capaz de se reproduzir sozinha. Esse fenômeno natural se chama partenogênese. É incomum, mas não raro.
Em 2020, um outra píton havia sido apreendida no entorno do Distrito Federal e levada para o Zoológico de Brasília.
Em 2020, um outra píton havia sido apreendida no entorno do Distrito Federal e levada para o Zoológico de Brasília. Em 2020, um outra píton havia sido apreendida no entorno do Distrito Federal e levada para o Zoológico de Brasília.
As cobras da espécie píton têm duas origens. Podem ser da África, onde se espalham por todo o continente. A do tipo angolana prolifera em Angola e Namíbia. E a píton Real habita diversos países.
As cobras da espécie píton têm duas origens. Podem ser da África, onde se espalham por todo o continente. A do tipo angolana prolifera em Angola e Namíbia. E a píton Real habita diversos países. As cobras da espécie píton têm duas origens. Podem ser da África, onde se espalham por todo o continente. A do tipo angolana prolifera em Angola e Namíbia. E a píton Real habita diversos países.
As pítons também têm origem na Ásia e podem ser encontradas por todo o continente, inclusive nos arquipélagos asiáticos.
As pítons também têm origem na Ásia e podem ser encontradas por todo o continente, inclusive nos arquipélagos asiáticos. As pítons também têm origem na Ásia e podem ser encontradas por todo o continente, inclusive nos arquipélagos asiáticos.
Essas cobras não têm dentes inoculadores de veneno, mas possuem presas afiadas curvadas para dentro, para agarrar a presa.
Essas cobras não têm dentes inoculadores de veneno, mas possuem presas afiadas curvadas para dentro, para agarrar a presa. Essas cobras não têm dentes inoculadores de veneno, mas possuem presas afiadas curvadas para dentro, para agarrar a presa.
A fama da píton é tão grande que ela era retratada na Mitologia Grega como uma serpente gigantesca que nasceu no lodo da Terra após o dilúvio. Na ilustração, Apolo mata Píton.
A fama da píton é tão grande que ela era retratada na Mitologia Grega como uma serpente gigantesca que nasceu no lodo da Terra após o dilúvio. Na ilustração, Apolo mata Píton. A fama da píton é tão grande que ela era retratada na Mitologia Grega como uma serpente gigantesca que nasceu no lodo da Terra após o dilúvio. Na ilustração, Apolo mata Píton.
Então fica o alerta. Se vir uma píton por aí (ou qualquer cobra! ) , fuja e acione os bombeiros. Ele vão saber quem chamar, dependendo da cidade e do estado onde você vive.
Então fica o alerta. Se vir uma píton por aí (ou qualquer cobra! ) , fuja e acione os bombeiros. Ele vão saber quem chamar, dependendo da cidade e do estado onde você vive. Então fica o alerta. Se vir uma píton por aí (ou qualquer cobra! ) , fuja e acione os bombeiros. Ele vão saber quem chamar, dependendo da cidade e do estado onde você vive.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.