Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Conheça os principais destaques dos Jogos Olímpicos de Inverno

Flipar|

Com a cerimônia de abertura nesta sexta-feira 4 de fevereiro (mas competições já rolando no dia 3) e duração até o dia 20 do mesmo mês, em Pequim, na China, os Jogos Olímpicos de Inverno trazem diversos atletas de alto nível. Alguns países, em específico, são potências em determinadas modalidades, prometendo manter a hegemonia de outras edições. Confira os principais destaques da competição!
Com a cerimônia de abertura nesta sexta-feira 4 de fevereiro (mas competições já rolando no dia 3) e duração até o dia 20 do mesmo mês, em Pequim, na China, os Jogos Olímpicos de Inverno trazem diversos atletas de alto nível. Alguns países, em específi... Com a cerimônia de abertura nesta sexta-feira 4 de fevereiro (mas competições já rolando no dia 3) e duração até o dia 20 do mesmo mês, em Pequim, na China, os Jogos Olímpicos de Inverno trazem diversos atletas de alto nível. Alguns países, em específico, são potências em determinadas modalidades, prometendo manter a hegemonia de outras edições. Confira os principais destaques da competição!
Curling: esse esporte é dividido em equipe masculina, equipe feminina e duplas mistas.
Curling: esse esporte é dividido em equipe masculina, equipe feminina e duplas mistas. Curling: esse esporte é dividido em equipe masculina, equipe feminina e duplas mistas.
Por equipes masculinas, o destaque é a Suécia, liderada por Niklas Edin, pentacampeão mundial e atual tricampeão consecutivo.
Por equipes masculinas, o destaque é a Suécia, liderada por Niklas Edin, pentacampeão mundial e atual tricampeão consecutivo. Por equipes masculinas, o destaque é a Suécia, liderada por Niklas Edin, pentacampeão mundial e atual tricampeão consecutivo.
No feminino não é muito diferente. A equipe sueca, de Anna Hasselborg, conquistou o ouro nos Jogos de PyeongChang.
No feminino não é muito diferente. A equipe sueca, de Anna Hasselborg, conquistou o ouro nos Jogos de PyeongChang. No feminino não é muito diferente. A equipe sueca, de Anna Hasselborg, conquistou o ouro nos Jogos de PyeongChang.
Nas duplas mistas, é bom ficar de olho na Grã-Bretanha, que traz os atuais campeões mundiais, e no Canadá, atual campeão olímpico.
Nas duplas mistas, é bom ficar de olho na Grã-Bretanha, que traz os atuais campeões mundiais, e no Canadá, atual campeão olímpico. Nas duplas mistas, é bom ficar de olho na Grã-Bretanha, que traz os atuais campeões mundiais, e no Canadá, atual campeão olímpico.
Hoquei no gelo: Com ligas locais muito fortes no esporte, o Canadá e os EUA são as principais potências. Entretanto, por conta da pandemia, os jogadores da NHL (liga masculina mais da América do Norte) não foram liberados para os Jogos. Sendo assim, os dois países norte-americanos contarão com atletas universitários ou de ligas inferiores no masculino.
Hoquei no gelo: Com ligas locais muito fortes no esporte, o Canadá e os EUA são as principais potências. Entretanto, por conta da pandemia, os jogadores da NHL (liga masculina mais da América do Norte) não foram liberados para os Jogos. Sendo assim, os... Hoquei no gelo: Com ligas locais muito fortes no esporte, o Canadá e os EUA são as principais potências. Entretanto, por conta da pandemia, os jogadores da NHL (liga masculina mais da América do Norte) não foram liberados para os Jogos. Sendo assim, os dois países norte-americanos contarão com atletas universitários ou de ligas inferiores no masculino.
Vale destacar que países europeus também possuem atletas jogando na NHL e também terão que utilizar outros jogadores. Já no feminino, as potências são as mesmas, e a expectativa de que a final seja entre EUA e Canadá.
Vale destacar que países europeus também possuem atletas jogando na NHL e também terão que utilizar outros jogadores. Já no feminino, as potências são as mesmas, e a expectativa de que a final seja entre EUA e Canadá. Vale destacar que países europeus também possuem atletas jogando na NHL e também terão que utilizar outros jogadores. Já no feminino, as potências são as mesmas, e a expectativa de que a final seja entre EUA e Canadá.
Patinação artística: A estrela do masculino é o japonês Yuzuru Hanyu. Ele é bicampeão olímpico e bicampeão mundial. Brigam com ele pelo topo o compatriota Uno Shoma, prata em 2018, e o americano Nathan Chen, que é tricampeão mundial.
Patinação artística: A estrela do masculino é o japonês Yuzuru Hanyu. Ele é bicampeão olímpico e bicampeão mundial. Brigam com ele pelo topo o compatriota Uno Shoma, prata em 2018, e o americano Nathan Chen, que é tricampeão mundial. Patinação artística: A estrela do masculino é o japonês Yuzuru Hanyu. Ele é bicampeão olímpico e bicampeão mundial. Brigam com ele pelo topo o compatriota Uno Shoma, prata em 2018, e o americano Nathan Chen, que é tricampeão mundial.
Já no feminino há a expectativa pelo domínio de atletas russas. O Comitê Olímpico Russo traz as excepcionais Kamila Valieva, Anna Shcherbakova e Alexandra Trusova. A primeira tem apenas 15 anos e as outras duas 17 anos.
Já no feminino há a expectativa pelo domínio de atletas russas. O Comitê Olímpico Russo traz as excepcionais Kamila Valieva, Anna Shcherbakova e Alexandra Trusova. A primeira tem apenas 15 anos e as outras duas 17 anos. Já no feminino há a expectativa pelo domínio de atletas russas. O Comitê Olímpico Russo traz as excepcionais Kamila Valieva, Anna Shcherbakova e Alexandra Trusova. A primeira tem apenas 15 anos e as outras duas 17 anos.
Patinação de velocidade: O país mais forte desta modalidade é a Holanda. Ireen Wüst, pentacampeã olímpica e dona de 11 medalhas, e Sven Kramer, 35, tetracampeão olímpico e dono de 9 medalhas, são os principais destaques do país. Tanto no feminino quanto no masculino, eles tem a hegemonia ameaçada por japoneses e estadunidenses.
Patinação de velocidade: O país mais forte desta modalidade é a Holanda. Ireen Wüst, pentacampeã olímpica e dona de 11 medalhas, e Sven Kramer, 35, tetracampeão olímpico e dono de 9 medalhas, são os principais destaques do país. Tanto no feminino quant... Patinação de velocidade: O país mais forte desta modalidade é a Holanda. Ireen Wüst, pentacampeã olímpica e dona de 11 medalhas, e Sven Kramer, 35, tetracampeão olímpico e dono de 9 medalhas, são os principais destaques do país. Tanto no feminino quanto no masculino, eles tem a hegemonia ameaçada por japoneses e estadunidenses.
Patinação de velocidade em pista curta: Neste pode haver um recorde. A italiana Arianna Fontana, busca sua nona medalha olímpica. Por outro lado, a holandesa Suzanne Schulting, ouro em 2018, vem de vitória em todas as provas do programa feminino no último Mundial.
Patinação de velocidade em pista curta: Neste pode haver um recorde. A italiana Arianna Fontana, busca sua nona medalha olímpica. Por outro lado, a holandesa Suzanne Schulting, ouro em 2018, vem de vitória em todas as provas do programa feminino no últ... Patinação de velocidade em pista curta: Neste pode haver um recorde. A italiana Arianna Fontana, busca sua nona medalha olímpica. Por outro lado, a holandesa Suzanne Schulting, ouro em 2018, vem de vitória em todas as provas do programa feminino no último Mundial.
Bobsled: No masculino, os alemães são os destaques, liderados por Francesco Friedrich. No feminino, Kaillie Humphries, bicampeã olímpica pelo Canadá, defenderá os EUA.
Bobsled: No masculino, os alemães são os destaques, liderados por Francesco Friedrich. No feminino, Kaillie Humphries, bicampeã olímpica pelo Canadá, defenderá os EUA. Bobsled: No masculino, os alemães são os destaques, liderados por Francesco Friedrich. No feminino, Kaillie Humphries, bicampeã olímpica pelo Canadá, defenderá os EUA.
Skeleton: Multicampeões mundiais estão atrás de seus primeiros ouros olímpicos. No feminino, a alemã Tina Hermann, tetracampeã mundial, e o letão Martins Dukurs, hexacampeão mundial, vão em busca de repetir o sucesso nos Jogos.
Skeleton: Multicampeões mundiais estão atrás de seus primeiros ouros olímpicos. No feminino, a alemã Tina Hermann, tetracampeã mundial, e o letão Martins Dukurs, hexacampeão mundial, vão em busca de repetir o sucesso nos Jogos. Skeleton: Multicampeões mundiais estão atrás de seus primeiros ouros olímpicos. No feminino, a alemã Tina Hermann, tetracampeã mundial, e o letão Martins Dukurs, hexacampeão mundial, vão em busca de repetir o sucesso nos Jogos.
Luge: A Alemanha tem os principais destaques em todas as categorias. Por exemplo, Natalie Geisenberger, possui cinco medalhas olímpicas - quatro de ouro - e é considerada a melhor atleta de luge da história.
Luge: A Alemanha tem os principais destaques em todas as categorias. Por exemplo, Natalie Geisenberger, possui cinco medalhas olímpicas - quatro de ouro - e é considerada a melhor atleta de luge da história. Luge: A Alemanha tem os principais destaques em todas as categorias. Por exemplo, Natalie Geisenberger, possui cinco medalhas olímpicas - quatro de ouro - e é considerada a melhor atleta de luge da história.
Snowboard: Esporte mais conhecido, o snowboard traz atletas dos Estados Unidos e Japão entre os favoritos. O estadunidense Shaun White é tricampeão olímpico, mas tem concorrência forte, como do japonês Ayumu Hirano.
Snowboard: Esporte mais conhecido, o snowboard traz atletas dos Estados Unidos e Japão entre os favoritos. O estadunidense Shaun White é tricampeão olímpico, mas tem concorrência forte, como do japonês Ayumu Hirano. Snowboard: Esporte mais conhecido, o snowboard traz atletas dos Estados Unidos e Japão entre os favoritos. O estadunidense Shaun White é tricampeão olímpico, mas tem concorrência forte, como do japonês Ayumu Hirano.
Esqui alpino: No feminino, as estrelas são a estadunidense Mikaela Shiffrin, bicampeã olímpica, e a tcheca Ester Ledecká, que brilhou com o ouro em 2018. No masculino, o norueguês Lucas Pinheiro Braathen é considerado uma revelação.
Esqui alpino: No feminino, as estrelas são a estadunidense Mikaela Shiffrin, bicampeã olímpica, e a tcheca Ester Ledecká, que brilhou com o ouro em 2018. No masculino, o norueguês Lucas Pinheiro Braathen é considerado uma revelação. Esqui alpino: No feminino, as estrelas são a estadunidense Mikaela Shiffrin, bicampeã olímpica, e a tcheca Ester Ledecká, que brilhou com o ouro em 2018. No masculino, o norueguês Lucas Pinheiro Braathen é considerado uma revelação.
Esqui cross-country: Outro noruguês é o destaque no cross. Johannes Høsflot Klæbo é tricampeão olímpico nesta categoria da modalidade.
Esqui cross-country: Outro noruguês é o destaque no cross. Johannes Høsflot Klæbo é tricampeão olímpico nesta categoria da modalidade. Esqui cross-country: Outro noruguês é o destaque no cross. Johannes Høsflot Klæbo é tricampeão olímpico nesta categoria da modalidade.
Esqui estilo livre: Forte candidata é Eileen Gu, de apenas 19 anos, que nasceu nos EUA, mas competirá pela China. No masculino, o canadense Mikael Kingsbury, e o francês Perrine Laffont, atuais campeões Olímpicos, são os atletas a serem batidos.
Esqui estilo livre: Forte candidata é Eileen Gu, de apenas 19 anos, que nasceu nos EUA, mas competirá pela China. No masculino, o canadense Mikael Kingsbury, e o francês Perrine Laffont, atuais campeões Olímpicos, são os atletas a serem batidos. Esqui estilo livre: Forte candidata é Eileen Gu, de apenas 19 anos, que nasceu nos EUA, mas competirá pela China. No masculino, o canadense Mikael Kingsbury, e o francês Perrine Laffont, atuais campeões Olímpicos, são os atletas a serem batidos.
Salto de esqui: Essa modalidade tem muita alternância entre o austríaco Stefan Kraft, tricampeão mundial, e o japonês Ryoyu Kobayashi, principal nome nos últimos anos.
Salto de esqui: Essa modalidade tem muita alternância entre o austríaco Stefan Kraft, tricampeão mundial, e o japonês Ryoyu Kobayashi, principal nome nos últimos anos. Salto de esqui: Essa modalidade tem muita alternância entre o austríaco Stefan Kraft, tricampeão mundial, e o japonês Ryoyu Kobayashi, principal nome nos últimos anos.
Biatlo: A destaque sem dúvidas é da Noruega.Tiril Eckhoff, tem cinco medalhas olímpicas, sendo a maior vencedora entre as atletas em atividade. No masculino, o também noruguês Sturla Holm Lægreid teve quatro ouros no último Mundial.
Biatlo: A destaque sem dúvidas é da Noruega.Tiril Eckhoff, tem cinco medalhas olímpicas, sendo a maior vencedora entre as atletas em atividade. No masculino, o também noruguês Sturla Holm Lægreid teve quatro ouros no último Mundial. Biatlo: A destaque sem dúvidas é da Noruega.Tiril Eckhoff, tem cinco medalhas olímpicas, sendo a maior vencedora entre as atletas em atividade. No masculino, o também noruguês Sturla Holm Lægreid teve quatro ouros no último Mundial.
Combinado nórdico: O alemão Eric Frenzel possui seis medalhas e pretende aumentar os números. No entanto, o norueguês Jarl Magnus Riiber, tetracampeão mundial, é o nome a ser batido.
Combinado nórdico: O alemão Eric Frenzel possui seis medalhas e pretende aumentar os números. No entanto, o norueguês Jarl Magnus Riiber, tetracampeão mundial, é o nome a ser batido. Combinado nórdico: O alemão Eric Frenzel possui seis medalhas e pretende aumentar os números. No entanto, o norueguês Jarl Magnus Riiber, tetracampeão mundial, é o nome a ser batido.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.