Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

DNA de ex-presidentes dos EUA será levado ao espaço; entenda

Flipar|

Depois de ser um dos principais responsáveis pelo projeto que levou o primeiro homem à lua, o 35º presidente dos EUA, John Fitzgerald Kennedy, irá se aventurar no espaço.
Depois de ser um dos principais responsáveis pelo projeto que levou o primeiro homem à lua, o 35º presidente dos EUA, John Fitzgerald Kennedy, irá se aventurar no espaço. Depois de ser um dos principais responsáveis pelo projeto que levou o primeiro homem à lua, o 35º presidente dos EUA, John Fitzgerald Kennedy, irá se aventurar no espaço.
Isso porque a empresa Celestis, especialista em lançar restos mortais cremados ao espaço, planeja enviar amostras de DNA de quatro ex-presidentes dos Estados Unidos ainda em 2023.
Isso porque a empresa Celestis, especialista em lançar restos mortais cremados ao espaço, planeja enviar amostras de DNA de quatro ex-presidentes dos Estados Unidos ainda em 2023. Isso porque a empresa Celestis, especialista em lançar restos mortais cremados ao espaço, planeja enviar amostras de DNA de quatro ex-presidentes dos Estados Unidos ainda em 2023.
As amostras foram coletadas de cabelo, sangue ou saliva e estão sendo armazenadas em uma instalação climatizada até o lançamento.
As amostras foram coletadas de cabelo, sangue ou saliva e estão sendo armazenadas em uma instalação climatizada até o lançamento. As amostras foram coletadas de cabelo, sangue ou saliva e estão sendo armazenadas em uma instalação climatizada até o lançamento.
O objetivo da missão é preservar a história e a cultura humanas para futuras gerações.
O objetivo da missão é preservar a história e a cultura humanas para futuras gerações. O objetivo da missão é preservar a história e a cultura humanas para futuras gerações.
JFK nasceu em Brookline, Massachusetts, e governou os EUA de 1961 a 1963, quando foi assassinado.
JFK nasceu em Brookline, Massachusetts, e governou os EUA de 1961 a 1963, quando foi assassinado. JFK nasceu em Brookline, Massachusetts, e governou os EUA de 1961 a 1963, quando foi assassinado.
George Washington, que serviu como primeiro presidente dos Estados Unidos de 1789 a 1797, será outro que deve ter o DNA enviado para o espaço.
George Washington, que serviu como primeiro presidente dos Estados Unidos de 1789 a 1797, será outro que deve ter o DNA enviado para o espaço. George Washington, que serviu como primeiro presidente dos Estados Unidos de 1789 a 1797, será outro que deve ter o DNA enviado para o espaço.
Washington nasceu em Westmoreland County, Virgínia, em 22 de fevereiro de 1732. Ele morreu em 14 de dezembro de 1799.
Washington nasceu em Westmoreland County, Virgínia, em 22 de fevereiro de 1732. Ele morreu em 14 de dezembro de 1799. Washington nasceu em Westmoreland County, Virgínia, em 22 de fevereiro de 1732. Ele morreu em 14 de dezembro de 1799.
Outro ex-presidente que pode ter o DNA no espaço é Dwight Eisenhower. Ele foi o 34º presidente dos Estados Unidos, e governou de 1953 a 1961.
Outro ex-presidente que pode ter o DNA no espaço é Dwight Eisenhower. Ele foi o 34º presidente dos Estados Unidos, e governou de 1953 a 1961. Outro ex-presidente que pode ter o DNA no espaço é Dwight Eisenhower. Ele foi o 34º presidente dos Estados Unidos, e governou de 1953 a 1961.
Ele nasceu em Denison, Texas, em 14 de outubro de 1890. Foi ele quem liderou a invasão da Normandia em 1944 e a campanha de Berlim em 1945.
Ele nasceu em Denison, Texas, em 14 de outubro de 1890. Foi ele quem liderou a invasão da Normandia em 1944 e a campanha de Berlim em 1945. Ele nasceu em Denison, Texas, em 14 de outubro de 1890. Foi ele quem liderou a invasão da Normandia em 1944 e a campanha de Berlim em 1945.
Por fim, Ronald Reagan é o último ex-presidente americano que pode dar uma “passadinha” no espaço. Ele governou de 1981 a 1989 e foi um dos mandatários mais populares da história dos Estados Unidos.
Por fim, Ronald Reagan é o último ex-presidente americano que pode dar uma “passadinha” no espaço. Ele governou de 1981 a 1989 e foi um dos mandatários mais populares da história dos Estados Unidos. Por fim, Ronald Reagan é o último ex-presidente americano que pode dar uma “passadinha” no espaço. Ele governou de 1981 a 1989 e foi um dos mandatários mais populares da história dos Estados Unidos.
Reagan nasceu em Tampico, Illinois, em 6 de fevereiro de 1911 e morreu em 5 de junho de 2004, aos 93 anos.
Reagan nasceu em Tampico, Illinois, em 6 de fevereiro de 1911 e morreu em 5 de junho de 2004, aos 93 anos. Reagan nasceu em Tampico, Illinois, em 6 de fevereiro de 1911 e morreu em 5 de junho de 2004, aos 93 anos.
Além dos presidentes, a missão também incluirá amostras de DNA de várias figuras da saga Star Trek, como o criador da franquia Gene Roddenberry.
Além dos presidentes, a missão também incluirá amostras de DNA de várias figuras da saga Star Trek, como o criador da franquia Gene Roddenberry. Além dos presidentes, a missão também incluirá amostras de DNA de várias figuras da saga Star Trek, como o criador da franquia Gene Roddenberry.
A atriz Nichelle Nichol, que interpreta a Tenente Uhura, também terá o DNA enviado para o espaço.
A atriz Nichelle Nichol, que interpreta a Tenente Uhura, também terá o DNA enviado para o espaço. A atriz Nichelle Nichol, que interpreta a Tenente Uhura, também terá o DNA enviado para o espaço.
O norte-americano DeForest Kelley, o Dr. McCoy, também deve ter amostras mandadas para fora do planeta.
O norte-americano DeForest Kelley, o Dr. McCoy, também deve ter amostras mandadas para fora do planeta. O norte-americano DeForest Kelley, o Dr. McCoy, também deve ter amostras mandadas para fora do planeta.
Por último, o ator James Doohan, que interpreta o Sr. Scott, terá seu DNA enviado para o espaço.
Por último, o ator James Doohan, que interpreta o Sr. Scott, terá seu DNA enviado para o espaço. Por último, o ator James Doohan, que interpreta o Sr. Scott, terá seu DNA enviado para o espaço.
A Celestis acredita que o DNA pode ser usado por cientistas para entender como a humanidade evoluiu e para fornecer informações sobre líderes e culturas do passado.
A Celestis acredita que o DNA pode ser usado por cientistas para entender como a humanidade evoluiu e para fornecer informações sobre líderes e culturas do passado. A Celestis acredita que o DNA pode ser usado por cientistas para entender como a humanidade evoluiu e para fornecer informações sobre líderes e culturas do passado.
A Celestis encara o DNA como um tipo de
A Celestis encara o DNA como um tipo de A Celestis encara o DNA como um tipo de
Eles especulam que civilizações vindouras podem, eventualmente, encontrar o DNA no espaço e usá-lo como uma maneira de compreender eventos do passado.
Eles especulam que civilizações vindouras podem, eventualmente, encontrar o DNA no espaço e usá-lo como uma maneira de compreender eventos do passado. Eles especulam que civilizações vindouras podem, eventualmente, encontrar o DNA no espaço e usá-lo como uma maneira de compreender eventos do passado.
O principal objetivo da Celestis é apoiar a expansão da humanidade por todo o sistema solar.
O principal objetivo da Celestis é apoiar a expansão da humanidade por todo o sistema solar. O principal objetivo da Celestis é apoiar a expansão da humanidade por todo o sistema solar.
Ao incorporar o DNA desses ícones norte-americanos à missão Enterprise, eles estabelecem um precedente para futuras explorações espaciais tripuladas.
Ao incorporar o DNA desses ícones norte-americanos à missão Enterprise, eles estabelecem um precedente para futuras explorações espaciais tripuladas. Ao incorporar o DNA desses ícones norte-americanos à missão Enterprise, eles estabelecem um precedente para futuras explorações espaciais tripuladas.
Segundo Charles M. Chafer, cofundador e CEO da Celestis, o projeto da Celestis promete contribuir para o registro histórico da aventura humana no espaço profundo.
Segundo Charles M. Chafer, cofundador e CEO da Celestis, o projeto da Celestis promete contribuir para o registro histórico da aventura humana no espaço profundo. Segundo Charles M. Chafer, cofundador e CEO da Celestis, o projeto da Celestis promete contribuir para o registro histórico da aventura humana no espaço profundo.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.