Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

É o Tchan fecha carnaval em Belo Horizonte com show gratuito

Flipar|

Um dos grupos de axé music mais queridos do Brasil, o É o Tchan irá encerrar os festejos do Carnaval de Belo Horizonte. A folia na capital começou em janeiro e ainda terá mais farra, com um show, de graça, da banda que conquistou o Brasil nos anos 90. Além dos mais de 40 blocos que ainda vão desfilar espalhados por diversas regiões.
Um dos grupos de axé music mais queridos do Brasil, o É o Tchan irá encerrar os festejos do Carnaval de Belo Horizonte. A folia na capital começou em janeiro e ainda terá mais farra, com um show, de graça, da banda que conquistou o Brasil nos anos 90. ... Um dos grupos de axé music mais queridos do Brasil, o É o Tchan irá encerrar os festejos do Carnaval de Belo Horizonte. A folia na capital começou em janeiro e ainda terá mais farra, com um show, de graça, da banda que conquistou o Brasil nos anos 90. Além dos mais de 40 blocos que ainda vão desfilar espalhados por diversas regiões. (Flipar)
Em cima de um trio elétrico, a banda será a atração principal do evento que ainda terá os blocos Quando Come se Lambuza, Tchanzinho Zona Norte e Batuca Sesc. O cortejo vai sair da Praça Rui Barbosa em direção à Praça Sete. A concentração está marcada para domingo (18), 13h, com encerramento às 17h30.
Em cima de um trio elétrico, a banda será a atração principal do evento que ainda terá os blocos Quando Come se Lambuza, Tchanzinho Zona Norte e Batuca Sesc. O cortejo vai sair da Praça Rui Barbosa em direção à Praça Sete. A concentração está marcada p... Em cima de um trio elétrico, a banda será a atração principal do evento que ainda terá os blocos Quando Come se Lambuza, Tchanzinho Zona Norte e Batuca Sesc. O cortejo vai sair da Praça Rui Barbosa em direção à Praça Sete. A concentração está marcada para domingo (18), 13h, com encerramento às 17h30. (Flipar)
O grupo musical surgiu em Salvador em 1992, ainda com o nome de Gera Samba. Com o tempo, passou a fazer cada vez mais shows na capital baiana e ser figurinha carimbada também em eventos no Nordeste. No entanto, ainda sem estar na mídia e ser conhecido nacionalmente.
O grupo musical surgiu em Salvador em 1992, ainda com o nome de Gera Samba. Com o tempo, passou a fazer cada vez mais shows na capital baiana e ser figurinha carimbada também em eventos no Nordeste. No entanto, ainda sem estar na mídia e ser conhecido ... O grupo musical surgiu em Salvador em 1992, ainda com o nome de Gera Samba. Com o tempo, passou a fazer cada vez mais shows na capital baiana e ser figurinha carimbada também em eventos no Nordeste. No entanto, ainda sem estar na mídia e ser conhecido nacionalmente. (Flipar)
Como Gera Samba, o grupo faturava cachês em festas familiares pequenas como casamentos e batizados em Salvador. Algo que se transformou com a mudança para o Tchan.
Como Gera Samba, o grupo faturava cachês em festas familiares pequenas como casamentos e batizados em Salvador. Algo que se transformou com a mudança para o Tchan. Como Gera Samba, o grupo faturava cachês em festas familiares pequenas como casamentos e batizados em Salvador. Algo que se transformou com a mudança para o Tchan. (Flipar)
O estouro aconteceu com o terceiro disco, em 1995, com a música
O estouro aconteceu com o terceiro disco, em 1995, com a música O estouro aconteceu com o terceiro disco, em 1995, com a música (Flipar)
O grupo estava em todos os programas de auditório da época. Dentre eles, o Domingo Legal, do saudoso Gugu, no SBT, e o Domingão do Faustão, na Globo.
O grupo estava em todos os programas de auditório da época. Dentre eles, o Domingo Legal, do saudoso Gugu, no SBT, e o Domingão do Faustão, na Globo. O grupo estava em todos os programas de auditório da época. Dentre eles, o Domingo Legal, do saudoso Gugu, no SBT, e o Domingão do Faustão, na Globo. (Flipar)
A música, assim como a coreografia, fizeram tanto sucesso, que acabaram se tornando o nome do grupo. O
A música, assim como a coreografia, fizeram tanto sucesso, que acabaram se tornando o nome do grupo. O A música, assim como a coreografia, fizeram tanto sucesso, que acabaram se tornando o nome do grupo. O (Flipar)
Os dançarinos(as) originais do Tchan – Carla Perez, Débora Brasil e Jacaré – e seus vocalistas, Compadre Washington e Beto Jamaica, criaram uma fórmula que faz sucesso até hoje.
Os dançarinos(as) originais do Tchan – Carla Perez, Débora Brasil e Jacaré – e seus vocalistas, Compadre Washington e Beto Jamaica, criaram uma fórmula que faz sucesso até hoje. Os dançarinos(as) originais do Tchan – Carla Perez, Débora Brasil e Jacaré – e seus vocalistas, Compadre Washington e Beto Jamaica, criaram uma fórmula que faz sucesso até hoje. (Flipar)
Canções originais e cheias de ritmo, com os dançarinos mais sensuais do país. Além de letras e coreografias com um gingado super especial, que era repetido em festas, inclusive pelo público infantil.
Canções originais e cheias de ritmo, com os dançarinos mais sensuais do país. Além de letras e coreografias com um gingado super especial, que era repetido em festas, inclusive pelo público infantil. Canções originais e cheias de ritmo, com os dançarinos mais sensuais do país. Além de letras e coreografias com um gingado super especial, que era repetido em festas, inclusive pelo público infantil. (Flipar)
O sucesso era tanto, que o grupo foi um dos pioneiros em utilizar a mídia também para selecionar novos integrantes. Quem não lembra do concurso da morena com a saída de Débora Brasil, que deu lugar à Scheila Carvalho.
O sucesso era tanto, que o grupo foi um dos pioneiros em utilizar a mídia também para selecionar novos integrantes. Quem não lembra do concurso da morena com a saída de Débora Brasil, que deu lugar à Scheila Carvalho. O sucesso era tanto, que o grupo foi um dos pioneiros em utilizar a mídia também para selecionar novos integrantes. Quem não lembra do concurso da morena com a saída de Débora Brasil, que deu lugar à Scheila Carvalho. (Flipar)
Além desse, o concurso
Além desse, o concurso Além desse, o concurso (Flipar)
Entre os figurinos do É o Tchan, não faltam diversificações, como havaianos, árabes e orientais que estampavam encartes de álbuns e davam mais cor aos clipes. Os hits eram letras fáceis e as coreografias imitadas pelo país.
Entre os figurinos do É o Tchan, não faltam diversificações, como havaianos, árabes e orientais que estampavam encartes de álbuns e davam mais cor aos clipes. Os hits eram letras fáceis e as coreografias imitadas pelo país. Entre os figurinos do É o Tchan, não faltam diversificações, como havaianos, árabes e orientais que estampavam encartes de álbuns e davam mais cor aos clipes. Os hits eram letras fáceis e as coreografias imitadas pelo país. (Flipar)
A lista de hits é imensa. Dentre eles, estão Pau que nasce torto, Paquerei, Segura o Tchan, É o tchan na Selva, no Egito e no Havaí, Arigatchan, A tomada, Bambolê, Disque Tchan (Alô Tchan), Dança do Põe Põe, Gererê, entre outros. 
A lista de hits é imensa. Dentre eles, estão Pau que nasce torto, Paquerei, Segura o Tchan, É o tchan na Selva, no Egito e no Havaí, Arigatchan, A tomada, Bambolê, Disque Tchan (Alô Tchan), Dança do Põe Põe, Gererê, entre outros.  A lista de hits é imensa. Dentre eles, estão Pau que nasce torto, Paquerei, Segura o Tchan, É o tchan na Selva, no Egito e no Havaí, Arigatchan, A tomada, Bambolê, Disque Tchan (Alô Tchan), Dança do Põe Põe, Gererê, entre outros.  (Flipar)
O É o Tchan inaugurou uma fase próspera para o axé. Se antes as meninas queriam ser paquitas da Xuxa, na década de 90 também surgiu a moda de ser uma dançarina do grupo, recheado de coreografias.
O É o Tchan inaugurou uma fase próspera para o axé. Se antes as meninas queriam ser paquitas da Xuxa, na década de 90 também surgiu a moda de ser uma dançarina do grupo, recheado de coreografias. O É o Tchan inaugurou uma fase próspera para o axé. Se antes as meninas queriam ser paquitas da Xuxa, na década de 90 também surgiu a moda de ser uma dançarina do grupo, recheado de coreografias. (Flipar)
No fim de 1995, Débora Brasil tomou a decisão de abandonar o grupo. Com isso, a banda lançou um concurso para eleger a nova Morena do Tchan. Foi então que em 1996, Scheila Carvalho foi eleita a nova companheira de Carla Perez com 59,9%. No pleito, Viviane Araújo e Rosiane Pinheiro também disputaram a vaga. 
No fim de 1995, Débora Brasil tomou a decisão de abandonar o grupo. Com isso, a banda lançou um concurso para eleger a nova Morena do Tchan. Foi então que em 1996, Scheila Carvalho foi eleita a nova companheira de Carla Perez com 59,9%. No pleito, Vivi... No fim de 1995, Débora Brasil tomou a decisão de abandonar o grupo. Com isso, a banda lançou um concurso para eleger a nova Morena do Tchan. Foi então que em 1996, Scheila Carvalho foi eleita a nova companheira de Carla Perez com 59,9%. No pleito, Viviane Araújo e Rosiane Pinheiro também disputaram a vaga.  (Flipar)
O álbum
O álbum O álbum (Flipar)
Em 1996, no palco do Domingão do Faustão, Sheila Mello foi eleita, com 62,9% dos votos,
Em 1996, no palco do Domingão do Faustão, Sheila Mello foi eleita, com 62,9% dos votos, Em 1996, no palco do Domingão do Faustão, Sheila Mello foi eleita, com 62,9% dos votos, (Flipar)
No auge, a banda se apresentou no Montreux Jazz Festival, na Suíça, um dos maiores e mais conceituados festivais do mundo. Eles dividiram a noite com os conterrâneos Chico César e Jorge Ben Jor. Naquela mesma edição, também se apresentaram nomes como B.B. King, Eric Clapton, Supertramp, entre outros.
No auge, a banda se apresentou no Montreux Jazz Festival, na Suíça, um dos maiores e mais conceituados festivais do mundo. Eles dividiram a noite com os conterrâneos Chico César e Jorge Ben Jor. Naquela mesma edição, também se apresentaram nomes como B... No auge, a banda se apresentou no Montreux Jazz Festival, na Suíça, um dos maiores e mais conceituados festivais do mundo. Eles dividiram a noite com os conterrâneos Chico César e Jorge Ben Jor. Naquela mesma edição, também se apresentaram nomes como B.B. King, Eric Clapton, Supertramp, entre outros. (Flipar)
Quem também participou do Tchan foi Renatinho da Bahia, que entrou no grupo no lugar de Beto Jamaica em 2000, por meio de um concurso. Tony Salles também foi vocalista do grupo por um tempo e casou com Scheila Carvalho. Além deles, a loira Silmaria também ocupou o cargo após a saída de Sheila Mello.
Quem também participou do Tchan foi Renatinho da Bahia, que entrou no grupo no lugar de Beto Jamaica em 2000, por meio de um concurso. Tony Salles também foi vocalista do grupo por um tempo e casou com Scheila Carvalho. Além deles, a loira Silmaria tam... Quem também participou do Tchan foi Renatinho da Bahia, que entrou no grupo no lugar de Beto Jamaica em 2000, por meio de um concurso. Tony Salles também foi vocalista do grupo por um tempo e casou com Scheila Carvalho. Além deles, a loira Silmaria também ocupou o cargo após a saída de Sheila Mello. (Flipar)
Em 2005, o grupo teve a volta de Carla Perez e Débora Brasil. Mas só para o DVD especial de 10 anos do Tchan. O álbum gravado ao vivo vendeu cerca de 50 mil cópias
Em 2005, o grupo teve a volta de Carla Perez e Débora Brasil. Mas só para o DVD especial de 10 anos do Tchan. O álbum gravado ao vivo vendeu cerca de 50 mil cópias Em 2005, o grupo teve a volta de Carla Perez e Débora Brasil. Mas só para o DVD especial de 10 anos do Tchan. O álbum gravado ao vivo vendeu cerca de 50 mil cópias (Flipar)
No ano seguinte, duas morenas entraram para ocupar o lugar da eterna Morena do Tchan Scheila Carvalho. Julianne Almeida e Aline Rosado dividiram o posto de dançarina do grupo com a loira Silmara Miranda
No ano seguinte, duas morenas entraram para ocupar o lugar da eterna Morena do Tchan Scheila Carvalho. Julianne Almeida e Aline Rosado dividiram o posto de dançarina do grupo com a loira Silmara Miranda No ano seguinte, duas morenas entraram para ocupar o lugar da eterna Morena do Tchan Scheila Carvalho. Julianne Almeida e Aline Rosado dividiram o posto de dançarina do grupo com a loira Silmara Miranda (Flipar)
Naquela época, houve uma reformulação total. Johny Lopes e Jack Fiaes assumiram os vocais e somente permanecem as morenas da formação anterior.
Naquela época, houve uma reformulação total. Johny Lopes e Jack Fiaes assumiram os vocais e somente permanecem as morenas da formação anterior. Naquela época, houve uma reformulação total. Johny Lopes e Jack Fiaes assumiram os vocais e somente permanecem as morenas da formação anterior. (Flipar)
A dupla Beto Jamaica e Compadre Washington voltou a liderar o Tchan rodeado por seis mulheres. Gabriella Zecchinelli, Alessandra Quintino, Karol Loren, Juliana Chocolate, Juliane Almeida e Julie Pinho, em 2010.
A dupla Beto Jamaica e Compadre Washington voltou a liderar o Tchan rodeado por seis mulheres. Gabriella Zecchinelli, Alessandra Quintino, Karol Loren, Juliana Chocolate, Juliane Almeida e Julie Pinho, em 2010. A dupla Beto Jamaica e Compadre Washington voltou a liderar o Tchan rodeado por seis mulheres. Gabriella Zecchinelli, Alessandra Quintino, Karol Loren, Juliana Chocolate, Juliane Almeida e Julie Pinho, em 2010. (Flipar)
Beto Jamaica e Compadre Washington mantêm viva a chama do É o Tchan, que completou 30 anos. Scheila Carvalho, Sheila Mello e Jacaré têm participado com frequência da turnê para exaltar a banda, que segue viva no coração do brasileiro.
Beto Jamaica e Compadre Washington mantêm viva a chama do É o Tchan, que completou 30 anos. Scheila Carvalho, Sheila Mello e Jacaré têm participado com frequência da turnê para exaltar a banda, que segue viva no coração do brasileiro. Beto Jamaica e Compadre Washington mantêm viva a chama do É o Tchan, que completou 30 anos. Scheila Carvalho, Sheila Mello e Jacaré têm participado com frequência da turnê para exaltar a banda, que segue viva no coração do brasileiro. (Flipar)
Em destaque, os álbuns são: É o Tchan (1995), Na Cabeça e na Cintura (1996), É o Tchan do Brasil (1997), É o Tchan no Hawaí (1998), É o Tchan na Selva (1999), Tchan.com.br (2000), O Funk do Tchan (2001), Turma do Batente (2001), Ligado em 220V (2003), 10 Anos de É o Tchan (2005), Desafio do Manequim (2017). Sem deixar de mencionar o álbuns gravados ao Vivo em comemoração aos 10 Anos (2004), e em comemoração pelos 20 Anos, gravado em Porto Seguro (2013).
Em destaque, os álbuns são: É o Tchan (1995), Na Cabeça e na Cintura (1996), É o Tchan do Brasil (1997), É o Tchan no Hawaí (1998), É o Tchan na Selva (1999), Tchan.com.br (2000), O Funk do Tchan (2001), Turma do Batente (2001), Ligado em 220V (2003), ... Em destaque, os álbuns são: É o Tchan (1995), Na Cabeça e na Cintura (1996), É o Tchan do Brasil (1997), É o Tchan no Hawaí (1998), É o Tchan na Selva (1999), Tchan.com.br (2000), O Funk do Tchan (2001), Turma do Batente (2001), Ligado em 220V (2003), 10 Anos de É o Tchan (2005), Desafio do Manequim (2017). Sem deixar de mencionar o álbuns gravados ao Vivo em comemoração aos 10 Anos (2004), e em comemoração pelos 20 Anos, gravado em Porto Seguro (2013). (Flipar)
O É o Tchan também é recordista em capas de revistas e vendas de produtos licenciados, como brinquedos, vestuário, calçados, guloseimas e álbuns de figurinhas com grandes resultados de vendas e satisfação popular.
O É o Tchan também é recordista em capas de revistas e vendas de produtos licenciados, como brinquedos, vestuário, calçados, guloseimas e álbuns de figurinhas com grandes resultados de vendas e satisfação popular. O É o Tchan também é recordista em capas de revistas e vendas de produtos licenciados, como brinquedos, vestuário, calçados, guloseimas e álbuns de figurinhas com grandes resultados de vendas e satisfação popular. (Flipar)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.